quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O som das palavras...



E um por do sol em Paris...
Crédito para a foto de Aixa. Obrigada!

Então comecei a ler o livro: Os cadernos de Malte Lurids Brigge - Rainer Maria Rilke.
Na página 17 ele escreve:
"Hoje tivemos uma bela manhã outonal. Caminhei pelas Tulherias. Tudo que estava a leste, diante do sol, ofuscava. O que era tocado pela luz se achava coberto pela neblina como se fosse uma corina cinza-clara. Cinzentas contra o fundo cinza, as estátuas tomavam sol nos jardins ainda não desvelados. Flores isoladas nos longos canteiros se levantavam e diziam com uma voz assustada: vermelho. Então um homem muito alto e esbelto dobrou a esquina, vindo dos Champs-Elysées; tinha uma muleta, mas não a usava mais sob o braço - segurava-a diante de si, leve, e de vez em quando a batia no chão firme e sonoramente como um caduceu. Ele nãp pode conter um sorriso de alegria e sorriu para todos os que passavam, para o sol, para as árvores. Seu passo era timido como o de uma criança, mas singularmente leve, cheio de lembranças de caminhadas de outrora."

Com o som das palavras de Rilke, o texto só pode ser para o post anterior, mas ainda não tinha comprado o livro e nem lido o ensaio: "Em defesa do romance." Escrito por Mario Vargas Llhosa, na revista Piauí 37_ Outubro 09. Quer recomendação melhor?...

Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Outono na França...


Crédito para a imagem de Aixa.

Estamos na Primavera aqui no Brasil e na França é Outono. Adoro estas cores douradas da natureza. E num parque assim só um poema para enfeitar o dia...

A Folha
A natureza são duas.
Uma,
tal qual se sabe a si mesma.
Outra, a que vemos. Mas vemos?
Ou é tudo ilusão das coisas?

Quem sou eu para sentir
o leque de uma palmeira?
Quem sou eu, para ser senhor
de uma fechada, sagrada
arca de vidas autônomas?

A pretenção de ser homem
e não coisa ou caracol
esfacela-me em frente à folha
que cai, depois de viver
intensa, caladamente,
e por ordem do Prefeito
vai sumir na varredura
mas continua em outra folha
alheia ao meu privilégio
de ser mais forte que as folhas.

Carlos Drummond de Andrade


E para finalizar uma pergunta de Mario Quintana:

Outono
-É uma boroboleta amarela? Ou uma folha que
se desprende e não quer tombar?

Um bom final de semana para todos!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Molho de pimenta-dedo-de moça ...





Hoje fiz um molho de pimenta-de-do-de-moça...mas pode ser com pimentas vermelhas. E minha aventura com pimentas nunca me deixa na mão. Tem sempre uma história no meio. A de hoje? Ah, mas nem acredito que fiz isto, mas fiz. Contrariando a todo bom senso e experiência, não usei luvas. De novo? De novo. E claro, meus dedos ficaram queimando bem umas 04 horas (com um pouco de exagero, para apimentar). Mas nem precisava. Passei maus bocados. Além do Paraqueimol usado anteriormente, comecei a passar tudo que aparecia na minha frente: espuma para barba, loção demaquilante, creme para as mãos, hidratante, Reparil, azeite de oliva...e nada deu certo. Então, para distrair a dor, sentei no sofá e comi um pacote de batata palha e fiquei vendo TV. Distrai mesmo. Dormi e acordei agora, sem dor. Claro que comecei logo a escrever. Já estou atrasada. Comecei cedo, mas com as mãos em chamas, não deu para ficar teclando e pensando mal de mim...Mas passou aqui estou, juro, acreditar em minhas experiências: para mexer com pimentas é preciso luvas. Por mais que eu ame as pimentas, elas jamais irão deixar de arder minhas mãos...nem as suas. Certo?

Ingredientes:
*225 gramas de pimentas vermelhas ou dedo-de-moça, cortadas ao meio sem sementes
*2 a 3 dentes de alho grandes sem descascar
*6 colheres de sopa de azeite de oliva ou óleo de girassol extraído a frio
*suco de uma laranja pera
*01 colher de (chá ) de sal marinho

- Coloque as pimentas cortadas ao meio e o alho numa panela de fundo grosso com água que dê para cobri-las.
Ferva em fogo baixo por 10 minutos,
- Escorra, descasque o alho e bata no liquidificador por um minuto junto com o suco de laranja.
- Acrescente o óleo e bata na velocidade mínima.
Está pronto o seu molho. Uma delicia...para colocar na salada ou onde sua imaginação passear. Numa sobremesa feita com banana, creme de leite, molho de pimenta e canela. Experimente,,, Vai te surpreender.

#Bem, por hoje é só. Ah, a quantidade: 250 ml (depende do tamanho da laranja). Não deu para fotografar a garrafa que é verde e você não iria ver a cor. Coloquei um pouco numa xícara de café transparente. Uma cor linda, não é mesmo?

Beijos.
Anny ( @Annyllinha)

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

O melhor presente?



O melhor presente?...
Procurando o melhor presente para hoje, encontrei um texto de Martha Medeiros, no seu livro de crônicas: Trem-Bala. O nome do texto? “O melhor presente.” E ela descreve o melhor presente para dar aos filhos: “Suas intermináveis perguntas, merecem respostas claras e orientadoras, sem preguiça de nossa parte. A vida é um jogo cheio de macetes: tem: tem vezes em que a gente avança duas casas, tem vezes que a gente é obrigado a voltar ao ponto de partida, tem hora que não se quer mais brincar. É difícil e não dura sempre, portanto, antes que eles dominem as regras, é bom não deixá-los sozinhos. A vida é o único brinquedo que eles não podem estragar.”

Ah, as respostas...elas precisam sempre de um plano B. Vai que a escolhida não é adequada, falta uma palavra, não foi possível acessar na hora.
Mas mãe, sempre quer dar aos filhos o que elas têm e imaginem, o que elas não tiveram...Meio doido, mas é assim mesmo cabeça de mãe.
Como não temos certeza de acertar, estamos sempre correndo risco: acertar ou não. Para finalizar este é o meu desejo para hoje:
“Feliz aniversário, filho!”
Beijos,
Mãe.
#Ah, a foto é de hoje e foi tirada para você."Amanhecendo..."

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Uma fonte de bem-estar...


Bom dia, filho! Fiquei muito feliz em falar com você e ouvir: “Estou em Paris!...” Muito bom começar o dia assim.
Aqui o dia está maravilhoso e aproveito para deixar uma mensagem de boa sorte em sua estadia por aí.

Estou ouvindo B. B. King. A música me ajuda a me sentir bem com o que estou fazendo: uma mensagem para você...
Pois é, foi assim que descobri: “Fazer alguma coisa que o cérebro considere que deu certo.” É uma fonte de bem-estar. E podemos aproveitá-lo para colorir nossos dias.
A lista inclui:
*Resolver mentalmente um problema
*Concluir um trabalho
*Passar de fase de videogame (e vencer o chefe)
*Beijar alguém querido
*Comer algo especial
*Ouvir música
*Desenhar, pintar, colorir
*Cozinhar
*Fazer uma geléia de pimenta (Ops!)

A lista é de comum acordo com o que você gosta e curte fazer...
Um beijo e aproveite para ser mais feliz ainda perto da pessoa amada.

#Fonte: “Fique de bem com seu cérebro” – Suzana Herculano-Houzel


Anny( @Annyllinha)

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Você tem o hábito de prestar atenção...



Você tem o hábito de prestar atenção às suas emoções?


Pois esta pode ser uma forma de entrar em contato com elas...
Isto é o que afirma a doutora em Neurociências Suzana Herculano- Houzel, em seu livro: “Fique de bem com o seu cérebro” pág 55: “Conheça suas emoções”
Assim, que tal começar o dia ou a tarde se perguntando: “O que estou sentindo neste exato momento?” Estar consciente de nossos sentimentos pode facilitar a compreensão de nossos comportamentos. Vai que estou chateada ou com raiva, por algum motivo pessoal. Qual é o primeiro impulso? “Descontar”...Mesmo que seja disfarçada em um comentário maldoso, uma ausência dele ou uma ironia “sem noção”...
Consciente, da minha emoção, posso evitar agredir inclusive quem não tem nada a ver com o assunto. Certo?
Portanto “...pergunte-se várias vezes por dia sobre suas emoções: você está triste, alegre, chateado, motivado, desanimado?”
Fica aqui a dica...

Beijos.
Anny(@Annyllinha)

YouTube

Loading...