quarta-feira, 8 de julho de 2009

Recados...


Lekeitio - Crédito para a foto de Turi.

Estamos sempre deixando um recado...
- Qual é o seu para hoje?

14 comentários:

  1. Sejam bem vindos para deixarem seus recados. Eles são uma forma de comentarmos o tempo, o cotidiano, a presença ou ausência do dinheiro. A solidão. Um dia bonito. O sorriso de uma criança. A foto de um gatinho...
    Um poema que nos virou pelo avesso. Bem, não posso adivinhar seu recado, mas posso fazer um comentário bonito sobre ele. Quer deixar o seu?
    Seja bem vindo.
    Beijos.
    Anny

    ResponderExcluir
  2. Pensando na vida... depois de ler Quintana:
    "No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
    que o vento não conseguiu levar:
    um estribilho antigo
    um carinho no momento preciso
    o folhear de um livro de poemas
    o cheiro que tinha um dia o próprio vento..."
    visitinha rápida....
    beijinhos, amiga!
    Popys®

    ResponderExcluir
  3. Continuando no foco de Mário Quintana: "Amar é mudar a alma de casa"

    ResponderExcluir
  4. Maninha,
    Vc não foi visitar meu novo blog né?
    O LUA IMAGINADA, ele tá bombando... Nem comecei direito e já tenho alguns seguidores...
    Quer me conhecer um pouquinho mais? Dá uma lida nas poesias...
    Vou viajar esse fim de semana, mas segunda já estarei de volta...
    http://luaimaginadapoemas.blogspot.com
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. "A felicidade é o caminho e não o destino."

    Linda imagem!

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Popys:
    Pensar na vida, depois de ler Quintana tem uma leveza e um cheiro de poema.
    Obrigada pelo comentário e palavras de um dos meus poetas preferidos.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  7. Kovacs:
    E não é que Quintana tem razão?
    E uma mudança é sempre bem vinda, quando já não faz sentido morar numa casa sem alma...
    Obrigada pelo pensamento de Quintana.
    Quem sabe coloco como última frase de hoje no Twitter...
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  8. Milla:
    Obrigada pelo recado.
    Tudo a ver...

    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  9. BarbieGirl:
    Obrigada pela frase. Sabe o autor?
    É muito linda.

    A foto é de uma rua. Adoro foto de ruas. Elas vão para algum lugar onde não sabemos e também se encontram pessoas que não conhecemos...

    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Nossa quantos "pontos de fuga" teria um desenho dessa vila? Gostava de desenhar casarios.

    bj, bom fim de semana

    PS.: Não sei porque não consigo abrir o blog linha no celular.

    ResponderExcluir
  11. Milton:
    Fiquei pensando em pontos de fuga, desde que sugeriu o assunto. O problema é que este é um assunto sobre desenho. Não é um assunto que as pessoas curtem muito por aqui. Eu particularmente, adoro. Aliás é um assunto ótimo para quem pinta muito bem. Você por exemplo.
    Obrigada pelo comentário.
    Bom fim de semana.
    *não sei qual o seu navegador. O meu é o Firefox. Será que tem alguma coisa a ver?

    ResponderExcluir
  12. Pense Nisso!!!!

    Eram aproximadamente 22:00 horas quando um jovem começou a se dirigir para casa.
    Sentado no seu carro, ele começou a pedir:
    - 'Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo.
    Eu irei ouvi-lo.
    Farei tudo para obdecê-lo'
    Enquanto dirigia pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito estranho:
    - 'Pare e compre um galão de leite'.
    Ele balançou a cabeça e falou alto:
    - 'Deus? É o Senhor?'.
    Ele não obteve resposta e continuou dirigindo-se para casa.
    Porém, novamente, surgiu o pensamento:
    - 'Compre um galão de leite'.
    'Muito bem, Deus! No caso de ser o Senhor, eu comprarei o leite'.
    Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil...
    Ele poderia também usar o leite.
    O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa.
    Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido:
    - 'Vire naquela rua'.
    Isso é loucura...
    - pensou
    - e, passou direto pelo retorno.
    Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua.
    No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua.
    Meio brincalão ele falou alto
    - 'Muito bem, Deus. Eu farei'.
    Ele passou por algumas quadras quando de repente sentiu que devia parar.
    Ele brecou e olhou em volta.
    Era uma área mista de comércio e residência.
    Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança.
    Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam
    escuras, como se as pessoas já tivessem ido dormir, exceto uma do outro
    lado que estava acesa.
    Novamente, ele sentiu algo:
    - 'Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua'.
    O jovem olhou a casa.
    Ele começou a abrir a porta mas voltou a sentar-se. -' Senhor, isso é loucura.
    Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?'.
    Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite. Finalmente, ele abriu a porta...
    - ' Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas.
    Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, muito bem.
    Eu quero ser obediente.
    Acho que isso vai contar para alguma coisa, contudo, se eles não responderem
    imediatamente, eu vou embora daqui'.
    Ele atravessou a rua e tocou a campainha.
    Ele pôde ouvir um barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança.
    A voz de um homem soou alto:
    - 'Quem está aí? O que você quer?'
    A porta abriu-se antes que o jovem pudesse fugir.
    Em pé, estava um homem vestido de jeans e camiseta.
    Ele tinha um olhar estranho e não parecia feliz em ver um desconhecido em pe
    na sua soleira.
    - 'O que é?'.
    O jovem entregou-lhe o galão de leite.
    - 'Comprei isto para vocês'.
    O homem pegou o leite e correu para dentrofalando alto.
    Depois, uma mulher passou pelo corredor carregando o leite e foi para a cozinha.
    O homem a seguia segurando nos braços uma criança que chorava.
    Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando:
    - 'Nós oramos.
    Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado.
    Não tínhamos mais leite para o nosso bebê.
    Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite.
    Sua esposa gritou lá da cozinha:
    - 'Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco de leite...
    Você é um anjo?'
    O jovem pegou a sua carteira e tirou todo dinheiro que havia nela e
    colocou-o na mão do homem.
    Ele voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua face.
    Ele teve certeza que Deus ainda responde aos verdadeiros pedidos.
    Agora, um simples teste para você:
    - Se você acredita em Deus, mande esta mensagem para todos os seus
    amigos, inclusive para a mesma pessoa que te mandou.
    Você tem 24 hs por dia, gaste algumas delas para fazer o bem.
    Quanto tempo você leva para parar um pouquinho e ouvir Deus?

    Recebi de um amigo e estou repassando.. .
    é uma historia muito lindo

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...