sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Ano Novo: 2011...

Ano novo. Vida nova?...
A motivação consegue dar um toque especial no dia de hoje. Sabe como é? Parecido com o fato de arrumar  namorado novo, começar a ler um livro, iniciar um projeto. Não sabemos como será o andar da carruagem, mas acreditamos na possibilidade de ter sido uma boa escolha...
Um risco, tal qual é viver. E aí, para enfeitar, existem os rituais a serem cumpridos, para que os desejos  aconteçam...ou não se você esqueceu de providenciar sua roupa branca, amarela, vermelha...
Não fez nada disto? Tem sempre uma dica a ser aprendida nos programas de TV, com suas amigas.
Não saiu, ficou com vergonha de perguntar? O Google pode ajudar...
Bem se desejar pode fazer  diferença, vamos escolher: sentimentos, ações e pensamentos...para começar o Ano Novo...
Mesmo se você acredita que é um dia como outro qualquer...


Um feliz 2011 para leitores e comentaristas.
Beijos.


Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Natal: uma data pra ser comemorada ou lembrada...

Natal é sempre uma boa inspiração para fazer um texto ou ter boas boas lembranças e presentear alguém...
Claro que estou generalizando. Pode não ser, mas vou pensar assim hoje. Um lado otimista  que gosta  colecionar boas lembranças. E  as pessoas enfrentam filas, distâncias enormes para viajar, comprar presentes...
Gosto de ver  reportagens que mostram o formigueiro humano fazendo  últimas compras, tomando ônibus para encontrar a família, matar saudade...
Natal com vidas. Vidas cheias de histórias que enfeitam, dão colorido e sentido ao estar aqui hoje...
Feliz Natal  leitores e comentaristas!

Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sábado, 11 de dezembro de 2010

Presente. O que você deseja para este ano?...

Nossos desejos mudam e a gente vai junto...
Mudamos cor de cabelos, roupas, pensamentos e   reciclamos nossos valores.
Ah, e vamos morar em  casas, ruas, cidades e  países diferentes. 
E assim,   presentes desejados ou comprados também  mudam de  acordo com a  etapa de  nossas vidas. O meu desejo deste ano tem as cores do agora. Parei de  ficar pensando para ser materializado.  Funciona, mas dá muito trabalho. Aff1
Melhor deixar ou pelo menos não ter pesadelos com desejos  não  concretizados. Certo?
Quando  somos crianças, até cartas  para  o papai Noel fazemos. Mas na idade  adulta podemos ter  uma lista bem grande de  desejos. Tudo com segunda intenção. Isto com o pra de facilitar  para noss os amigos.   Já sabem  que podem acertar se percorrerem a enorme lista que de algum jeito fazemos  chegar até eles. Sabe aquelas listas que os  noivos deixam nas lojas? Nossa! Tenho vergonha alheia, quando vejo uma. Já  sei que os tempos mudaram e que hoje isto  é   normal...mas  não consigo me acostumar. Toda vez que vejo uma, fico assustada ou apavorada? Alguma coisa assim que demonstra ou pensa escondido: "Que cara de pau!" Abafa o caso. Os  tempos mudam e costumes idem. Se não concordo com eles, também não faço  um escândalo, só  virar um texto e dou risadas ou continuo com meu espanto.  As  pessoas são  muito criativas em  todos os sentidos...
Bom fim de semana!

Beijos.
Anny(@Annyllinha)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

"A Poética do Espaço"...

As nuvens desenham no céu do amanhecer um dia...
Na contra capa do seu livro: "A  Poética do Espaço" Gaston Bachelard nos convida:  "Aqui o passado não conta; o longo trabalho de relacionar e  construir pensamentos, trabalho de semanas  e meses, é ineficaz. É necessário estar presente, presente  à imagem no minuto da imagem: se  há uma filosofia da poesia,  ela deve nascer  e renascer por ocasião de um verso dominante, na adesão total a uma imagem isolada, muito precisamente no próprio êxtase da novidade
da imagem."
Precisa uma recomendação melhor do que esta? Os escritores gostam de citá-lo em seus livros  porque  consegue resumir em o momento descrito: uma  foto com palavras...
Rubem Alves em "O Retorno e Terno", Stefanie Meyer  em "Sob o sol da Toscana". E ainda em outros que o fizeram e ainda não li mas que recomenda bem o livro.  "Umm!  apreciamos o mesmo escritor".

A compra um livro, sempre envolve uma exepctativa, um desejo ou um acaso feliz...Neste, o que chamou minha atenção? O título. Não é marvilhoso? Capas e nomes conseguem me seduzir. Se tiver uma pintura ou desenho com aquarela...Mas não foi este o caso. O livro era vermelho bem forte. Era,  porque agora  está rosa bem clarinho. O tempo  e a luminosidade fizeram seu trabalho.

Livros, quando o  assunto é este,  muitas histórias passam pela minha cabeça. Lembro de como aprendi a gostar de ler,  primeiro  livro  lido, primeira poesia decorada,  livros que fiquei com pena de terminar a leitura. Ah,  e tem  aqueles que não consegui ler. Mesmo que a indicação tenha sido  feita por uma pessoa muito querida. Acontece, né?
E  livros que  todo mundo adorou e não consegui passar da primeira página? Abafa o caso...hehe!
Não é difícil dar um livro de presente para quem ama livros, mas o cuidado em verificar autor preferido e se a pessoa está desejando o livro. Ah, mas é sempre um risco. Vai que seu autor ou autora preferida não foi muito feliz no último lançamento.  Não tem jeito  de  acertar tudo. Deixa a possibilidade de troca. Certo?
Lembrando aqui de títulos de livros,  alguns adorei  o titulo, não consegui ler   e outro com título de livro de auto ajuda e que estou achando uma maravilha...

E para terminar uma frase maravilhosa sobre livros.
"Ler é bom porque nos faz voltar pra gente mesmo indo mais longe sem sair do  lugar." (Marcia Tiburi)



Beijos * _ *
Anny(@Annyllinha)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Lavar as mãos?...

-Lavar as mãos lembra aquela música:"Uma mão lava  outra...lava  uma  mão."    Pois é, o  tempo passa e acabamos esquecendo da importância  de lavar as mãos.
Uma atitude simples que pode prevenir e proteger nossa saúde. Quer aprender mais com quem sabe o fazer?  Visite o  site e você vai aprender muito mais...
Sabe como é? É sempre bom relembrar. E para  não esquecer, "Uma mão lava a outra..."


Para proteção de  infecções.


Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Os desejos de cada um...


O mês  de Dezembro está  ligado aos desejos das crianças...e adultos também. E aquela historinha que  nos contaram fazem parte também. Embora nossas crenças sejam diferentes hoje, ainda guardamos o desenho original...
Feliz  Natal para todos queridos leitores e comentaristas.

Beijos.
Anny (@Annyllinha)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ah, os livros...

Esta foto é uma das mais lindas que já  tirei. Claro que foi por acaso. Num dia em que a chuva resolveu acontecer, assim  de repente...lá estava  ela, ao alcance de um clic!
E assim são os  livros. Acontecem na minha vida  e formam desenhos e linhas maravilhosas. Com eles  vou descobrindo  outras janelas, portas, porões, sótãos, jardins, casas...
Acabei de ler: "O velho que acordou menino" - Rubem Alves - Onde ele  visita  Minas  Gerais  em suas lembranças. Impressionante como elas se parecem com as minhas...e quando ele descreve  na pagina 260, "A cozinha."  Gente, é como descrever a cozinha da casa de minha avó. Claro que não tinha café com leite, pão e  manteiga. Mas  um delicioso mingau de  fubá  que o meu avô fazia. Ummm! Sinto o perfume e o  sabor até hoje. Podíamos acrescentar nele  o que nosso desejo  pedisse: pedaços de queijo, canela,  leite, açúcar ou canela...
Nas lembranças do autor, a cozinha era o  melhor  lugar da casa. Nas minhas  era um dos melhores lugares. E quando ele diz: "A prosa era  sempre sobre coisas de antigamente, que todos, já conheciam.  "Pai, conta daquela vez que,  pra visitar a mamãe, você atravessou a enchente do rio  num tacho  do engenho puchado por uma corda..." Embora o caso não seja o mesmo, despertam lembranças boas, como as idas para a casa de minha avó, que eram sempre no fim do ano e sempre cheias de novidades. Que depois eram contadas  recontadas  nas conversas antes de  dormir...

Um outro livro  de Rubem Alves, livro de crônicas "O Retorno  E  Terno" - Onde ele escreve  sobre Amor,  Sabedoria, Outono, Inveja e para finalizar passeia pela Alegria  e outros assuntos: "Escritores  e cozinheiros" pág 155  - "A relação entre cozinhar e escrever  tem sido frequentemente reconhecida  pelos escritores." Penso que é assim mesmo. Escrever  tem tudo a ver com  com sentir o perfume, o  sabor das palavras. Um ingrediente a mais ou de menos e a receita toda está perdida...

E então estamos no fim do ano, época  de dar e  receber presentes. Recomendo  os dois  livros.  Presente maravilhoso para quem gosta  de passear pelas palavras e encontrar: surpresas, becos sem saídas,  esquinas do  tempo,  um riacho esquecido,  ninho de  passarinho,  sombra na parede,  pipa que navega no azul  de um céu de verão...
Só os livros possuem esta magia.   O encanto de guardar as palavras onde é sempre possível voltar, quando bate a saudade...


Uma boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)
 

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Escolhas...

Foto com a Nikon Coopix 7900.

"Viver é fazer um desenho novo, todos os dias..." Foi esta  a frase que comecei o dia hoje. Seja por ter esquecido ou apenas  para me   inspirar novamente. Tenho andado pouco por aqui. Mas não é uma frase nova, estou repetindo o  que todo desenhista se diz todos os dias. Mas não é  preciso ser desenhista ou artista para construir seus dias.  Basta  sensibilidade,  um pouco de bom senso, alguma poesia. Não sabe fazerleia uma. Olhe  por janelas diferentes das suas...(estou falando com meus botões).
Hoje o dia está ensolarado, cheio de novas possibilidades. Quem sabe hoje, seja o  grande dia? Só vou saber se pesquisar um novo desenho um novo olhar.
Bom dia!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)






domingo, 24 de outubro de 2010

Creme de tapioca com frutas...

"O creme de tapioca fica uma delícia  servido gelado  com pedaços de  fruta  da sua preferência. Esta é uma sobremesa leve e fácil de fazer."
Pois é, esta afirmação está no saco plástico que envolve o produto. Resolvi arriscar. E não é que deu certo? E... aproveitei para incrementar, dispensando o leite e usando água (filtrada ou mineral) e o  resultado também foi bom. Para quem gosta um pouco mais  doce pode trocar o açúcar pelo leite condensado light. Claro que fica ótimo também.
Ah,  procurei a receita no site e não encontrei. Então aqui está  minha contribuição.
Creme de Tapioca com frutas:
*1/2 xicara (chá) de tapioca granulada
*4 xicaras (chá)  de  água
*200 ml de  leite de coco
*6 colheres (sopa) de açúcar
*Frutas cortadas em cubinhos
*Raspas de limão.
*Coco desidratado (04 colheres (sopa)

Para o preparo:
Deixe a tapioca de molho em 01 xícara de água por 30 minutos. Junte o restante da água,  o leite de coco e o açúcar  e  leve ao fogo baixo, mexendo até a cozinhar e engrossar ligeiramente. Retire do fogo e deixe esfriar  coberto com filme  plástico, para  não criar película.  Leve para gelar e  sirva  com pedaços de fruta de  sua preferência. Sugestão: maçã, banana. (frutas doces)
Tempo de preparo: 15 minutos mais  30 minutos do molho
Cozimento: 20 minutos.
Rendimento: 06 porções.


Boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Alimentação inteligente...

"O único prazer que utiliza  os 05 sentidos: comer..." Dra  Clara Brandão - Nutróloga e Pediatra.
Ouvindo sua palestra,  lendo  seu site, podemos compreeder o  que é uma "Alimentação Inteligente"Ah, e não pensem que é uma alimentação para   ricos ou  para pobres. Esta foi a minha grande surpresa. É uma forma de alimentação  que vai suprir as  necessidades do organismo e promover a saúde. Um dos objetivos da "Fome Zero", e da comida ecologicamente correta. 
Vocês se  lembram da "Multimistura" que a Igreja Católica usou e penso que ainda usa nas comunidadades mais carentes, para acabar com a desnutrição? Pois é sobre ela, também. E a Dra Clara faz alusão às formas de enriquecer ou  melhorar alimentos considerados fora do alcanse das classes menos favorecidas. Como? Acrescentando o farelo de arroz no arroz comum. E ela diz: "Tiraram, a gente acrescenta, sem ficar  mais caro." Porque  vamos ser realista. O preço do arroz integral é mesmo fora do alcance da maioria das pessoas.  E  uma solução  desta é bom que  seja espalhada aos quatro cantos do  mundo.Concorda?
Principalmente quando você sabe que para aprender é preciso que sua alimentação seja adequada e para ser feliz também. Porque ninguém é feliz doente...
Gente, e ela fala sobre os alimentos nutraceuticos,  funcionais (inteligentes)  e mostra cada um deles... Fui anotando, claro. E lá está uma extensa lista citada por ela, que vale a  pena ser conhecido ou revisto. Muitos deles com outros nomes, devido às diferentes regiões em que moramos ou fomos criados. Uma aula  e tanto que bem poderia ter sido  dada,  quando fiz universidade e fui para o laboratório aprender  aproveitamento dos alimentos. Bem, nunca  é tarde para aprender, não é  mesmo? Aproveitem a chance. Confesso que fiquei  surpresa e adorei tudo que reaprendi...

Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sábado, 9 de outubro de 2010

Quando amanhece...

#Foto tirada com a Nikon - COLPIX 7900
Quando amanhece, temos  ações  por fazer, listas  para  serem cumpridas e sonhos que sonhamos no  céu nosso de cada dia:  bonito, nublado... ou sujeito a intempéries  Nossos planos se tornam tramas  de um  novo tecido que  nos envolve, proteje... ou não.


E assim todos os dias temos chances de começar o que ainda não foi  feito,  ainda  não construimos e espera, não uma estação do ano e sim o toque mágico do desejo que faz tudo acontecer. Aquela vontade interna que une tudo...e transforma o dentro e o fora numa  linda colcha de retalhos para usar em dias coloridos, escuros, frios e nos aquecer. Ou apenas  enfeitar nossa cama e colorir nossos olhos com as possibilidades das cores, e dos tecidos escolhidos...
Penso que a vida é assim, cheia de imprevistos. Escolhas bem ou mau sucedidas, escolha nenhuma (em cima do muro) ou apenas olhar a vida pela janela. Sem interagir, porque de uma forma ou de outra é um risco. Risco de não estar certo, de ser ignorado,  excluído...Mas pode acertar o alvo  sempre móvel dos interesses humanos. Quem vai saber? Só vivendo para ver, perceber e ainda assim sem certezas. Pode ser que você esteja num inferno astral e nem desconfia. O bom é que ele (o inferno) vai acabar no dia do seu aniversário. Enquanto isto fazer o que? Viver enquanto "seu lobo", não vem, certo?

Um bom fim de semana! 
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Quando chega a primavera...

Crédito para a foto de Aixa.
Adoro primavera e foi nesta estação colorida que o Blog Linha, nasceu. Sendo que uma das inspirações foi "La Linea" do desenhista italiano, Osvaldo Cavendoli. No link, o blog Obvious conta  mais detalhes .
Uma  linha  que tinha vida própria  e horário certo para aparecer  na  TV... 
Linha com  voz,  que demostra  emoções?  Quando fica brava e o desenhista não entende seus desejos usa  de  artifícios para  ser compreendida? - E a história é contada...E quem quiser  ver mais "La Linea", é só digitar no YouTube.  Vai passar um bom tempo se surpreendendo e dando risadas com  sua criatividade.  Quer dizer, com a  criatividade do  desenhista Cavendoli.

Desenhos  envolvem linhas, claro! E foi assim que pensei no "Sonho da Linha". Um blog  para  desenhos, textos  sobre arte, artistas, links de outros desenhistas, dicas, etc.



Linhas fazem desenhos, escrevem letras e formam textos. E assim, desejo um bom fim de  semana para todos.


Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sábado, 25 de setembro de 2010

E as conviccões...

"Nossas convicções é que impedem que a verdade se estabeleça em nossas vidas, são as convicções que nos aprisionam, nos limitam e nos  segmentam por grupos,impedindo que a  gente desenvolva nossa singularidade." Citação do livro "Montanha Russa" - crônica: Os inimigos da verdade. ( Martha Medeiros) Ed.  L&PM.

E assim vamos vivendo, acorrentados às crenças que um  dia descobrimos por  algum motivo,  situação, sentimento.
Saber que elas  podem estar nos prejudicando não ajuda. Somos  avessos a  mudanças, sejam elas quais forem. Resistimos  teimosamente...
Um dia acreditamos que o amor era   para sempre e hoje já temos provas suficientes que não é bem assim. Então não  é  melhor dar uma reciclada em  nossas crenças? Não é que  o amor deixou de existir, ele só não é como acreditamos  antes. Pode ter ficado melhor, mais  transparente, com melhores opções. Vai saber...
Sofrer por amor e só, é muito pouco para quem é capaz de reconstruir a vida todos os dias. Nossa criatividade, amor  próprio, pode nos dar  melhores  opções. Pode sim. 
Ah, já  sei  que escrever e pensar sobre  uma situação  que não é  minha,   é bem  mais fácil do que vivenciá-la.  Mas quem  disse  que não passei por isto? Viver é assim. Muitas experiências.  Umas bem dolorosas,   outras que precisam ser  deletadas  e  outras que servem  para refletir que está na hora de mudar. Qualquer  detalhe, serve para começar...
Só para lembrar que nada  é para sempre. Mesmo que nossa crença insista, em dizer o contrário.

Um bom  final  de semana!

Beijos.
Anny(@Annyllinha)


# Crédito para a foto de  Aixa

domingo, 19 de setembro de 2010

Blogagem Coletiva sobre A melhor parte que existe...

Um olhar de amor...

Para a blogagem de hoje proposto por quem  sabe escolher palavras.    Um tema inteligente e pouco explorado. E assim passei vários   dias buscando inspiração. Um poema pode resumir  tudo que que não  ouso dizer. Mas não tenho  poemas meus. Mário Quintana faz  este resumo por mim..."As reticências são  os três primeiros passos do  pensamento que continua por conta própria..." Se tenho um olhar  de amor aos que me cercam, vejo, trabalho e faço, posso dizer que esta é a melhor parte que existe em mim. O  meu olhar dirige minhas ações que vão  sendo reveladas durante o meu contato com o outro.
E assim é o grande desafio da convivência virtual e  real.
Obrigada, Elaine e Cintia!

Um  bom final de semana a todos os participantes e leitores.

Beijos.
Anny(Annyllinha)

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Sobre o amor...

Foto tirada com a Nikon COOLPIX 7900  - Uma flor para enfeitar o  amor.
O amor seduz? Ou somos seduzidos pelo amor?
Amor. Jamais escrevi sobre ele. Preferi viver seus acertos e desacertos...
Uma escolha que me fez fugir  de  colocar o amor em palavras e depois seguir  a receita.  Boa ou  ruim, foi  esta minha escolha. Não me arrependo. Talvez minhas palavras fossem  equivocadas  se tivesse  colocado o  amor no som  das músicas, nos poemas lidos. Ou não?
Ah, deixa para lá. Só o tempo  irá me dizer...



Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

domingo, 29 de agosto de 2010

Para escrever...

Uma tarde de  Inverno...
Para escrever,  preciso gostar de  escrever...
E eu gosto.  Escrever é como alinhavar  um pensamento no rascunho de minhas intenções e bordá-lo como texto,  nesta tarde  tão bonita...
Uma conversa, um  livro lido, uma frase ouvida  por acaso, faz parte das  minhas descobertas diárias. Minhas inspirações  para  escrever sobre o que não sei...
Ah, não sei por exemplo, como  as  amizades nascem.  De um sorriso? Atenção,  delicadeza...
Pode ser tudo isto, não é mesmo? 
Mas me arrisco a  falar  sobre  desenho. Um assunto sempre  estudado e vivido. E  ainda  com muito a aprender...


Acabei de ler "Sobre o sol da  Toscana". Um livro que conta como a autora,  Frances Mayes encontra seu  lugar no mundo...
Uma descrição que faz com que  sua aventura  se torne  saborosa e perfumada. Como se as palavras tivessem este poder. Uai! E não têm? (risos)
Recomendo para quem gosta de construir, reconstruir:  vida, sonhos,  objetivos.
Esta é a grande magia dos  livros. Fazem com que sejamos transportados pelas palavras, assim como os filmes nos fazem viajar pelas  imagens. Nos livros,  as  imagens são nossas. Nos filmes precisamos dar os  créditos  a quem os fez...
-Por  que estou  dizendo  isto? 
-Porque  foi feito um  filme  com o  mesmo nome do livro, o qual ainda  não vi. Quem leu   o livro e  viu o filme pode  dar sua opinião.   O  que foi melhor? O livro  ou filme? 


Uma boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)


segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Mudar de ideia. O que isto representa para você?

Foto tirada com  a Nikon COOPIX  7900
Hoje o céu  está azul, o mar cor de cobalto  mas  a manhã  foi fria. Perguntei  ao porteiro como estava o tempo.  Como assim? Ah quem mora  um  pouco acima,  nunca sabe se leva sobrinha, guarda-chuva,  agasalho, etc. A resposta dele? "O tempo está cavernoso."  Achei a  resposta dele, engraçada  e diferente. Pedi  para ser mais claro. "O tempo está feio.  Melhor a  senhora  levar  agasalho e  sombrinha."  Aceitei  a sugestão. Comecei com o  dia nublado e quem diria  que  a tarde  ficaria assim? Pois, é...
Mas a  vida tem destes contratempos. Mudança de  planos,  de ideia, caminho,  não tem nada demais. Mas ás vezes  ou  quase sempre  temos  resistência às mudanças.  Talvez, porque vamos lidar com o  desconhecido e isto amedronta. Não sei o que vem pela frente ou do lado. Onde estou   pode ser ruim,  mas  sei o  que  fazer para ficar menos ruim...
Isto pode  até parecer uma conversa doida, sem pé nem cabeça. Mas acontece. O que faz com que alguma coisa se mova por dentro ou por fora, cada um de nós  tem uma história  para contar  sobre  isto. Alguma coisa assim  como  "Vou parar de  fumar"  "Vou me mudar  daqui."  "Vou aprender a dançar"...
É isto.  Resoluções que tomamos e de repente,  a vida muda de cor, sabor...Até aprendemos a cozinhar.
Mas a mudança  dá medo  mesmo. Um friozinho bem lá dentro. Onde não sabemos o  que vai acontecer...

Uma boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Por que será?...

Este é  um desenho feito com  caneta hidrocor, mas  poderia ser uma carta, certo?  Carta para mim, é  um desenho com palavras. Quer dizer, uso  palavras para colorir o  texto. Cada palavra tem a cor certa para demonstrar meus sentimentos, minha visão de mundo que irá formar o quadro. E ao lerem, vão saber qual a minha mensagem...ou não. Podem ler nas  entrelinhas. Naquilo que não foi  escrito.
Interessante,  olhar por este ponto de vista. Quem lê pode colorir com  suas próprias emoções, assim o  "quadro  lido" terá  sempre uma particularidade: será só seu. Se você não dividir com alguém,  ficará em  algum  lugar do seu cérebro e  ninguém vai saber. Um quadro  oculto...uau! Que viajem!
Mas Luma  e  Daia deixaram    comentários, no post  anterior  e  as conclusões  são bem intrigantes. Adorei. Aliás, meus  comentaristas não são muitos, mas são especiais. Obrigada pessoas que ainda são virtuais e que um dia podem ser reais.
E  a  pergunta: - Por que as pessoas não escrevem cartas?
As respostas podem ser  ou ter um pedaço de história de cada  um.
-Quer contar a sua?
-Pode pegar a  caneta  e  começar. Se tenho uma história para contar a este respeito?  Sim tenho. Fica para o próximo post...

Beijos.
Boa  semana!
Anny(@Annyllinha)

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

A voz...

 O nascer do sol da  minha janela...

A voz humana é um instrumento  de comunicação que pode ser ouvida. Os textos podem  ser  lidos e ouvidos.  As  músicas e  poemas podem ser cantados e declarados suavemente  ou em caixa alta. E até com microfones. E adivinha  quem ou  qual é  mais  compreeendido? Aquele  que está  em sintonia  com seus  sentimentos internos. Aqueles que fazem  com que você preste atenção  ao que está sendo cantado, escrito, declarado...E a propaganda, aproveita  destes  desejos internos, não revelados  para vender, vender...e nossa  carência  nos faz comprar, comprar...
Nada  contra  quem  usa  destas estratégias para  vender seus produtos. Mas onde está nosso senso crítico? Nossa criatividade em  perceber que alguma  coisa está errada? Será que nossa escala  de  valores  precisa ser repaginada, reciclada, atualizada? A voz conta  histórias, dá bom dia,  faz contato  audittivo  te conduz pelo texto ou pelas imagens...ela diz  poemas,  fala  baixinho como é bom amar  e  ser amado. A voz se torna  música nos  rítmos inventados...
Mas  a  voz pode demonstrar intolerâncias desamor, ódios, preconceitos...O lado avesso  das boas intenções? Fica a pergunta para uma reflexão...
Textos são vozes por escrito. Eles podem ser  musicais, serem aconchegantes, amigos. Podem fazer pensar,  ligar o que está disperso. Lembrar o  que anda esquecido, Textos para serem  lidos, ouvidos. São  sempre uma descoberta de que há várias formas de  amar...
Amém!

Beijos.
Anny(@Annylinha) 



sábado, 7 de agosto de 2010

Os dias...

Ihh! O dia  amanheceu  com sol  e um pouco de céu azul e  aí se transformou. Tornou-se cinza com ligeiros  chuviscos...Estou querendo enfeitar. Está chovendo e é melhor mudar meus planos...
Você  já reparou  que os dias têm  temperaturas diferentes, dependendo das estações do ano. Embora as temperaturas tenham  ficado meio doidas e  com uma variação imprevisível...
Mas não dá para sair com qualquer roupa que escolho no guarda roupa.  Preciso escolher uma que  se adeque à temperatura do dia. E  isto para  mim é uma complicação.  Adoro as  roupas  de frio ou as que você pode colocar um  detalhe a mais  e se sentir ótima olhando no espelho...Mas aqui não pode ser bem assim. Se eu sair com   a roupa  errada, vou sentir muito calor ou muito frio. Não tem  meio termo. Fui assitir um  filme e o  cinema é gelado. E para piorar ficamos no local mais frio  ainda...O  filme ótimo mas  o frio,  deixa prá lá!
A variação de temperatura  afeta o  humor e disposição. Dias ensolarados convidam a  sair, encontrar  amigos,  apreciar a natureza...
Dias nublados e chuvosos  são bons para contar  histórias, ler um livro, tomar um chá ou  um cafézinho com  amigos,  curtir a solidão ouvindo uma música e  bolando  planos. Planos para conquistar o seu  próprio mundo que anda desolado e descuidado, desde  resolveu deixá-lo  abandonado  às moscas. Ou às aranhas que fazem  belas  teias que enfeitam o texto,  mas é melhor  tirar um dia para fazer faxina. Pode ser hoje,  que a mudança de plano foi imprevisível e ...

Bom fim de semana!  
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

domingo, 1 de agosto de 2010

O lugar onde escrevo...

Uma praça em Paris - Crédto  para  a foto de   Aixa.

Não tenho um  lugar fixo para  escrever, mas olhar uma  foto  assim,bem que ajuda   meus pensamentos a  tomarem um rumo certo e tornar-se um texto...
Escrevo onde estou. Na frente da TV,  no quarto, na mesa, na  sala de espera do  médico  ou dentista...
Escrevo onde as palavras conseguem entrar no rítimo  do pensamento e desenharem meus sentimentos ou o lugar onde estou. Às  vezes  fazem sentido.  Outras vezes, não.  Porque escrever uma  coisa  e quem lê entender outra  diferente,  foi  um  dos   motivos mais fortes para amar a arte abstrata...
Nunca me  preocupei em ter um  lugar para escrever...mas já tive escrivaninha, diário, bloco de  anotações, cadernos  grandes,  pequenos...Escrevo, faço anotações em  todos  os  lugares possíveis  e  imaginários...Capa de livro, revistas velhas, novas. Qualquer  papel  que estiver livre leve  e solto...Depois para  juntar  esta colcha de retalhos, vou colhendo pedaços aqui,  alí e o texto  fica assim...
Comecei pensando em um Canto, que é objeto  de estudo de  Gaston  Bachelard no livro A poética do  Espaço.  Depois de ler o Capitulo VI - Os Cantos  - pág145 "Eis o ponto de partida  de  nossas  reflexões: todo canto de uma casa, todo ângulo de  um quarto,  todo espaço reduzido onde gostamos de  encolher-nos, de recolher-nos  em  nós mesmos, é, para a imaginação, uma solidão,  ou seja, o germe de um quarto, o germe de uma  casa."
"Mas todas essas imagens  imaginam demais. E é preciso designar  o espaço da imobilidade  fazendo dele  o espaço do ser. Um poeta escreve este pequeno verso:  "Sou o espaço  onde estou."  (Noël Arnaud) num livro que tem  por  titulo L'état d'ébauche. É um grande verso.Mas onde melhor  senti-lo que  num canto?"



Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Palmadas:solução ou problemas?...

Crédito para a foto de Aixa
Cada um de  nós tem uma opinião sobre o  assunto  palmadas.  E claro, tenho a minha também  e talvez ela informe mais um lado da moeda,  que ainda não foi discutido. Por exemplo,  quem apanhou  quando  criança, e  não seguiu  adiante com  este aprendizado?...Pois é, por incrível que pareça, isto não foi citado em nenhuma das entrevistas. Os apresentadores  que foram questionados, disseram que  tinham sido castigados com chineladas. Ok, mas e aí? Só isto? Pouco, claro.  Uma vida familiar envolve mais do que isto...Mas  a questão, é?  Levaram este aprendizado para a sua vida atual?  Não há respostas sobre isto...
Então,  para quem acredita que violência, gera violência  e  tem  certeza que a melhor resposta  é a que faz a pessoa envolvida (filhos) pensar sobre o que fez, palmadas,   chineladas...não  ajudam a pensar. Concordam?
Assim,  pensando que podia educar meus filhos de forma diferente da que fui criada, resolvi não usar o  castigo  físico para minha casa. Não sabia como agir de forma correta. Fui procurando instruções entre os educadores mais atualizados, qual a melhor forma.  Filhos, não vêm  com instruções,    quem se aventura  nesta parada, precisa descobrir como agir de maneira mais acertada.
Como escolhi não usar palmadas  para  educar, fui pelo lado  mais trabalhoso: a conversa. Muito difícil mesmo.  Mas quem disse que  educar é fácil? Não é. Ter filhos precisa ser uma escolha e como educar,  também...
O resultado desta educação? Sou suspeita para  falar porque estou diretamente envolvida. Mas meus filhos podem falar por mim. Amém!

Um bom fim de semana para todos leitores e comentaristas.


Beijos.
Anny(@Annyllinha)





Palmadas: solução ou problema?...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Você gosta de comentar?...



Crédito para  a foto de Aixa
Você gosta de comentar? Comentar em blogs,  Twitter, em casa,  no trabalho,  no cinema?  Onde é possível fazer um belo comentário  e  demonstrar  mais alguma coisa que não foi abordada pelo autor do texto? Ou então apenas concordar  e elogiar o autor. Pode discordar  também e tecer um belo comentário a respeito  da sua discordância? Como é o seu comentário?  Lacônico,  curto e grosso?  Ou nem comenta mais?
O assunto  está em quase todos os lugares.  Principalmente   em blogs que  fazem questão de receber bem. Respeita  sua opinião e responde seus comentário...
Acredito que comentar é uma arte. Porque é nele que você vai deixar a sua marca registrada. Seu jeito  de pensar, sentir,  de se expor ao mundo vai ficar lá para que o mundo veja. Já pensou nisto? 
Vi no blog da Sam,  um selinho convidando às pessoas para  que comentem mais. Comentar envolve tempo e atenção. Você precisa estar atento ao assunto no qual quer deixar sua impressão. E  o  bom disso tudo, é que vai aprender a ser mais objetivo, mais  claro e acima de  tudo, ser resumido. Afinal  de contas,  um comentário não é um post. Podemos até nos  empolgar,  mas resumir também é um exercício.  Comentar ajuda a ser breve, educado,   amigável e    sociável.  Não é  uma maneira inteligente de se relacionar? Experimente. Você   pode gostar...


Beijos.
Anny(@Annyllinha) 

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Um dia de céu azul...

O céu está azul, contrariando  as previsões do tempo. Mas  quem sabe das intranquilidades e calmarias  internas somos nós, não é mesmo?
Fora das  previsões, lá vai  o dia. Escrevi pela manhã e agora  já são 14:29.  Descanso para alguns e mais trabalho para outros, o fim de semana começa. E  assim vamos navegando pelo mar  das diferenças e igualdades individuais.Descobrindo altos e baixos nas paisagens...Cavernas, praias. Areias bem finas, pedras nas  praias...
Ah,  seres humanos! São imprevisíveis. Com boas surpresas  ou  inacreditáveis. Para o bem ou para o mal...

Um bom fim de semana para todos!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)
 
Obs.: Os comentários serão todos respondidos.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

E sobre o azeite?...

Para começar o dia, que tal flores, saladas e azeites? Uma boa combinação, não acham? Ah, você não gosta de cozinhar mas gosta de escolher o seu  azeite? Ótimo! Assim como existem  provadores de  vinhos,  há também  os provadores  de azeites. 
Aprendi muito  sobre  eles no site do Azeite Borges que acho um dos melhores azeites  que já  consumi.  Recomendo. Principalmente o orgânico. Que sem dúvidas é melhor para  a  saúde.
Em seu livro  "De  olho na saúde",  Heloisa  Bernardes,  escreve sobre os  azeites  que  são os "óleos vegetais  extraídos  a frio, em  primeira  prensagem, não passam por nenhum processo de  refino e não tem adição de qualquer  componente  químico.
A extração a frio garante  a bioatividade  dos ácidos  graxos  essenciais  e os  benefícios  que  estes  trazem á nossa  saúde."(pág. 85).
Os benefícios do azeite, todos conhecem, mas alguns detalhes passam despercebidos.  Por exemplo,  quanto à cor da garrafa.  Bom que seja de  cor âmbar ou   esverdeada. 
E verificar a  acidez.  Quanto mais baixa, melhor. Mas  isto você já sabe, não é mesmo?
Prestar atenção  aos novos  produtos lançados pelos super mercados.  Eles podem ter esquecido  de detalhes  importantes  na hora de embalar os produtos...


Uma boa  semana!

Beijos.
Anny(@Annyllinha)


Obs.: Todos os  comentários  são respondidos. Obrigada pela visita e ou leitura.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Já lavou as mãos?...

Ao ver o jornal da manhã hoje, dois assuntos me chamaram  atenção. O  nosso recorde mundial em números de banhos e o quinto  lugar  quando se trata de  lavar as mãos... Não vou comentar o assunto mas, contar como fiquei apavorada, ao observar este comportamento,  em vários locais onde estive.  
Vocês se lembram daquela música: "Uma mão lava a outra...cantada e decorada por todos? Pois parece que esquecemos das músicas, do  que aprendemos  em casa ou por necessidade... assim a pergunta foi colocada em todas as pias daqui de casa. Exagero? Ah, pode até ser. Prefiro pecar com  ele. Não é assim que lembramos nossas principais  lições? E para não esquecer. Lá estão os cartazes..."Já lavou as mãos?"


E agora o festival de Anima  Mundi.  Com "Eu queria ser  um monstro" e "Sentir-se diferente".  Vi um trecho mostrado no jornal e  penso  que este é um assunto sempre recorrente. Não importa como é contado. Em simples animação ou 3D.  "A  emoção de uma história bem contada..." Edney Silvestre. È que faz a diferença...


Um bom fim de semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Livros, para que?...

Ao  ler nosso primeiro livro, começamos nossas descobertas pessoais e sobre o  mundo onde habitamos.  Mais tarde,  aparecem   as dúvidas.  Aquelas que não estão nos livros, mas que aprendemos, ao ler os livros...Como  assim? Ah, os livros nos  ensinam  pensar, questionar, meditar, olhar para dentro e enontrar  nossas próprias respostas. Que no  início parecem meio sem sentido, sem  pé nem cabeça.  Assim, começamos   copiar  frases  de nossos escritores preferidos, de clásssicos famosos que  são capazes de  sintetizar  numa  frase, num  poema, numa  pergunta, tudo  que levamos meses, anos, pensando a respeito...
E foi assim que descobri: "Livro das Perguntas" uma edição bilingue traduzida por  Olga  Savary: "Junto  ao humor, o eterno humanismo do Poeta,  já tão  decantado e tão nosso conhecido, presente sempre e que dirá muito ao  leitor. Estas duas vertentes, me parece, nos  reportam à poesia oriental com sua aparente  simplicidade mas que nos leva a  profundezas  inimagináveis. Algo assim como  um quadro de Paul Klee: o máximo de  requinte numa enganosa ingenuidade.Como se criança e adulto estivessem  indissoluvelmente  presentes e ligados ao mesmo tempo e  com igual persistência  nesta poesia tão bela,  tão límpida, tão apaixonante."

"Por qué no recuerda los viejos
las deudas ni las quemaduras?

Era  verdad  aquel  aroma
de  la doncella sorprendida?

Por  què los pobres  no comprendem
apenas  dejam de ser  pobres?


Donde  encontrar  una  campana
que suene  adentro  de tus sueños?"


Pág.60 - Livro das Perguntas - Pablo Neruda  - L&PM

Uma boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha


 Crédito  para Foto de Aixa - (Vale do Capão )

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Bom dia! Com café?...

Ontem  fui  ao   Salvador Shopping, fazer umas  comprinhas  e  aproveitei para tomar um  café que o @CafeConversa tem recomendado  muito: Café Piatã.  E assim lá fui eu no Lucas. Uma   das cafeterias de lá.  Um garçon muito simpático, chamado Tom, me atendeu. Qual a minha conclusão  quanto ao  sabor do café?  Fui  pensar um pouco e  cheguei  à conclusão de  que  o café é uma  bebida presente na maioria das casas  brasileiras.  A escolha  de qual  café tomar, depende de várias coisas além do  interesse  pessoal  sobre a bebida. Por  exemplo,  o valor monetário...
Para simplificar, vou dizer  como  faço a minha  escolha. Gosto  de um café  mais  encorpado e orgânico. Tomo outros tipos? Sim. Nem sempre encontro nos  lugares onde  vou,  um do  jeito que desejo. Assim  o  café expresso é muito forte.  Pois gosto de toma-lo sem açúcar  ou adoçante. O que fazer? Acrescento leite.  Mas o café que me foi oferecido pelo Tom é  posssível ser bebido puro. Foi usado o  coador de papel.  E aí, gostei ou não? Prefiro o que faço em casa...
Mas o Piatã, pode ser dividido com amigos.  Eles vão gostar... 

Crédito para a  foto  de Aixa. Flores para enfeitar o fim  de semana!


Beijos. 
Anny(@Annyllinha)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Para quem você torce?...

Esta é uma cidade chamada Lekeitio. Fica no  norte  da Espanha. Crédito pata a foto de Turi.
Ainda não conheço mas torço para que um dia isto aconteça.  Mas hoje é dia  de decisão no futebol. E o Twitter vai ficar cheio de comentários sobre o jogo ás 15:30 (horário do  Brasil) e escolhi torcer hoje pelo pais que me encanta.Por sua lingua, tempero, comida, pessoas muito especiais  e sem  esquecer  suas   músicas e cantantes...
Gente,  tem coisa mais linda do que um poema  dito em  espanhol?
Não sei se  @samegui  lembra. Ela escreveu  sobre a novela TiTiTi que vai estrear na TV Globo.  E  uma das cenas que jamais pude esquecer, foi Luis Gustavo, um dos atores da novela antiga, falava um  poema  em espanhol...Tudo de bom! Também  não sei se  @Luzdeluma,  lembra da  novela,  talvez  não. Se repetirem a dose, não perca! Só isto valeu a novela toda...(com algum exagero meu, claro).
Mas  pode ser que  a @sillmasc lembre...

Estou sempre me inteirando dos assunto que lá acontecem porque sigo @el_pais no Twitter. Espero que seja um belo jogo. Sem violência e outras coisas desagradáveis que às vezes acontecem  no  fotebol. Arriba Espanha!

Boa tarde! Buenas tardes!

Beijos.  Besos.

Anny(@Annyllinha)

terça-feira, 6 de julho de 2010

Hoje vou torcer pelo Uruguai...

Hoje o dia amanheceu assim.  Não é uma beleza? Fiquei inspirada e pensei logo: "Vou torcer para o Uruguai. Ver jogo sem torcer não tem graça. E depois de ver o jornal da  manhã,  acabei de me convencer. Hoje sou celeste. Torcendo para o "Louco  Abreu", com a  sua "cavadinha"...ora se vou!
Sabe, cheguei à conclusão que o melhor do jogo, é estar se possível, entre amigos,  brigar com  a TV, com o adversário, com o técnico. Com quem fez  a  falta...
Parece com as situações da vida. Estamos sempre torcendo por alguém. Um filho que precisa  passar de ano, um relacionamento que é bom dar certo. A torcida não para. E aí vamos esquecendo os contratempos, damos muitas risadas  ou choramos se for o caso.
Sabe, uma das coisas que fiquei preocupada, ao começar escrever, foi: "E se eu mudar de opinião? Como vai ser?" Mas pensando  bem, ninguém precisa ficar  acorrentado à primeira proposição. Quer dizer, o tempo passa e as situações mudam. Precisamos estar sempre  reciclando, revendo nossos pontos de vista, decisões. Deixando-os sempre abertos à um possível plano B. Para  não ficar acorrentado a uma coerência sem espaço para mudanças,  sabe como é? Sem poder levar  "Ganso" e Neimar ...
Pois é, um exemplo  para não ser seguido.  Ponto final. Exemplos, situações. Acontecem todos os dias. Bom ficar atento para não repetir o erro...
Então, tá! Não entendo de jogo mas posso torcer. Colocar uma flor celeste no cabelo e gritar hoje: Viva  o Uruguai!

Beijos.
Anny(@Annylinha)

domingo, 4 de julho de 2010

Chet Baker - Almost blue



 Quando ouvi a primeira  vez  as músicas...fiquei, vamos dizer encantada. E ao receber  de presente a foto  acima a música ficou ligada à fotografia. Obrigada Aixa! Crédito  para sua maravilha  em azul....(foto)
Bem,  e  quem me indicou  Chat Baker também ficou associada à música. Sabe como é? Um bom escritor  tem destas qualidades. Indica livros, músicas, filmes, festivais  de rock, jazz...Um Twitter completo. E olha que não tem um ainda. Mas tem um blog  onde você já pode indicar seus textos. Ela  faz de suas crônicas um jeito  especial,  bem perto da gente.   Sabe aquelas horas que você se sente meio perdida, bem no meio da madrugada, onde não é possível estar em conversar com a melhor amiga? Ah, pois  "O grito" (crônica do livro Montanha Russa, pág 15), resolve  sua solidão e desamparo. Gente, estou receitando os  textos  de  Martha Medeiros? Sim, estou. Ela consegue fazer você pensar. Quer melhor? Ah, não quer? Então,  TV...resolve o caso. E tem mais, já recomendei às minhas amigas que  adoram comprar livros de auto ajuda. Claro que não convenci...rs. Bem que desejei.
Conheci  Martha Medeiros, quando  foi ao programa "Mais Você", reclamar que seus textos estavam sendo copiados e lidos pela apresentadora...
Enviei um  e-mail   concordando com tudo que havia dito e que queria começar a  ler seus livros. Indicou "Divã " e eu indico todos. Podem comprar de olhos fechados  Amém!
Gente, este post não foi encomendado. Sou uma pessoa que gosta de ler, pensar, escrever, ouvir músicas, cozinhar, desenhar, ler poesias Então nada como um  bom exemplo para começar a  ter vida própria, não é mesmo?


Beijos. 
Bom domingo. 
@Annyllinha

terça-feira, 29 de junho de 2010

Empatia...


Porto de Bilbao.Crédito  para a foto de  Aixa.

@tuttoenbilbao Bom dia! Postou fotos?...
Esta foi  a pergunta que fiz ao  entrar no Twitter.

Mas a minha primeira intenção foi comentar sobre um assunto chamado Kiss, postado no blog de Luma. Comentei e como ficou insuficiente, resolvi terminar  aqui.
Uma  coisa  muito importante que aprendi, ao começar blogar, foi com Alessandro Martins. E  ele afirma que   nosso comentário é nossa impressão digital.  Quer dizer, você se  revela por ele. Completamente. Não vou  entrar em detalhes. Vocês me  entendem...
Bom, afirmei que gosto  de ler os  comentários do  blog e é verdade. Neles posso ver  a  variedade de opiniões. O que enriquece o assunto e me faz conhecer ou  saber um pouco mais sobre as pessoas que comentaram. Vejam como  são as coisas, aprendo com os comentários...Muitas pessoas  deixam impressões muito boas.  Que podem me fazer refletir.  Leio diferentes pontos de vista sobre o assunto e revejo os meus. Isto  não é bom?
Aproveito todas  ocasiões possíveis para aprender. 
E  sobre a simplicidade, penso que é a   melhor saída. Mais inteligente. Pelo menos na minha opinião.



Empatia: Tendência  para sentir o que sentiria  se  estivesse  em situação vivida por outra pessoa. Em outras palavras, colocar-se no lugar  do outro. Sei que   é um sentimento que varia de pessoa  para pessoa. Em alguns ele é ausente  ou  existe em menor grau. Tenho em  grau muito elevado. Por isto, penso e repenso  o que vou dizer e fico muito chocada com violências mostradas nas TVs,  filmes, conversas, comentários...
E este é um sentimento que  deve, precisa ser trabalhado com nossas  crianças...Ajuda e muito  a se perceberem e perceberem o outro. O que está faltando  muito hoje em dia.  Concordam?
Para quem quiser saber mais pode dar um pulo em Empatia...



Obs:
Para quem tem miopia é só digitar Ctrl + para umentar o tamanho das letras


Posso também colocar mais iformações sobre o assunto nos comentários. Passem lá para dar uma ollhada. Obrigada!




Uma boa semana.
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sábado, 26 de junho de 2010

"Escrevo pelo que espanta e comove." Ferreira Gular...

Uma tarde para  ser apreciada pela foto que  tirei  dias atrás. Já  que hoje está nublado e sem sol...
Muitas coisas  me espantam,  mas  diferente  de Fereira Gular,  que é um dos maiores escritores e poetas vivos do Brasil (e não sendo escritora) prefiro,  escrever  mais sobre o que me comove...
O espanto  só posso  comentar,  gostar,  desaprovar...
O que me  comove é mais  rico  e posso ter inúmeros sentimentos: felicidade,  tristeza, melancolia, empatia...
E nestes  dias de #copa ,  uma situação que mais me comoveu  foi a  tristeza  da  torcida coreana nas arquibancadas do  estádio...Gente, fiquei dias com a imagem! Claro que  existem  outras situações piores.  Mas  esta... Conseguiu  dar um rosto  a ela. Um, não.  Vários...
E ai,  te pergunto:
-Você entende de jogo  de futebol?
- Eu não entendo nada. Só sei torcer,  conversar,  discutir e @#&%*+& com a TV como se fosse possível interferir no resultado...
Coisas muito  doidas, só possíveis nestas ocasiões, E de 04 em quatro anos. Mas  é uma ocasião para  treinar, tomar consciência, de várias emoções:
*perda,  ganho, empatia, alegria,tristeza, mágoa, indiferença,   equilíbrio,  destemperança,  raiva, reação além do considerado normal, etc...
Tudo num dia só,ou melhor, numa hora. Aquela  presente  na hora  do jogo. Mas pode revelar  bastante a nosso respeito. Ah, pode. Descobri que não consigo ficar  na frente da  TV, olhando o  jogo. Fico na maior  aflição.  E se o jogo for  igual ao de  ontem, prefiro  não  ver. Gosto ficar  ouvindo o narrador e  eu aqui, digitando um texto e correndo  para ver de quem foi o  gool...
Pois é assim mesmo.  E você, o que tem a dizer sobre o assunto?

Um bom final de semana!
Beijos.

Anny (@Annyllinha)

terça-feira, 22 de junho de 2010

Dia cinzento...?

Esta foto é do porto de Bilbao  -  Espanha. Crédito para  a foto do Googleimages. 

Dias cinzentos geralmente me deixam meio desanimada. E hoje o dia está assim. O mar está da cor céu e eu  aqui escrevendo para ficar com o  humor e o astral  tão dourado quanto dessa imagem.  E quem sabe, uma vontade de viajar  até outros lugares...
Um dos recursos que uso muito é ler em dias assim. Porque você já sabe: toda  leitura é uma viagem...
O Inverno começou  no dia 21  de  Junho de 2010 ás 08:28 da manhã. E ele aparece em todas minhas janelas...Sei que esta é uma resposta  aprendida há muito tempo, mas não consigo  me livrar  dela.  Alguma coisa igual a querer vestir uma blusa  para  me agasalhar, quando chove. Aqui não precisa  disso. Quer dizer, nem sempre. No  inverno é melhor pensar duas vezes...Pode  ficar com um  frio danado e ainda  pegar um  resfriado se não contar com xale ou  algo parecido, escondido no fundo  da bolsa...(como mencionei no post anterior).
Mas quer saber, talvez eu  tenha medo da tristeza e um dia cinzento me  leva a ficar triste. Ah, já sei que  este sentimennto existe  em qualquer perda. E que ele deve existir. É  um  luto necessário para que mudemos de fase, comportamento, etc...Mas saber, nem sempre resolve. É preciso que faça parte de nosso  código interno, o que nem sempre é  possivel sem um ojetivo, compromisso com a gente mesmo...O bom é que estou sempre aprendendo e o ruim é que o  cinza sempre me deixa  triste...

Beijos.  
Bom dia!
Anny(@Annyllinha)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Previsão do tempo...

Bom dia! O dia aqui está ensolarado. O mar  azul de aquarela...
Mas, a previsão do tempo é indispensável  para começar o dia, não é mesmo?  
Nem todos os dias são ensolarados. A manhã pode começar gelada,  Uma gripe pode estar   no horizonte das possibilidades e  o dia pode amanhecer nublado. Propicio a uma leitura, um cafezinho,  um chocolate  quente...Ummm!
Isto se não é preciso levantar cedo e  enfrentar o tempo,  independente das previsões.  Então o assunto tempo, fica só para iniciar uma conversa, uma reclamação  ou  uma  surprês do tempo...mudanças  na temperatura. Um vento gelado e  um frio chega  até nos ossos! Isto pode nem esta vinculado ao tempo. Pode ser um ambiente regulado no zero  e você estar com uma blusinha linda que comprou para estreiar  no dia que o Brazil jogou na copa...


Ah, este é um dos motivos que escolhi morar aqui em  Salvador.
Embora, tenha  estes imprevistos, não preciso me preocupar  com aquele tipo de frio que faz na Àfrica do Sul. Embora veja  aquelas árvores lindas como pano de fundo nas reportagens  do Alex Escobar, não sinto inveja do frio que  ele está sentindo...brrrr!
E quer saber, com todo  este calor daqui, não dispenso  um xale escondido no fundo da bolsa,  para me salvar do frio  do cinema, shopping, supermercado...


Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Para colorir a tarde...

Para colorir a tarde  de um dia cinzento de Salvador...onde fui experimentar  o novo designer do blogger  e não consegui voltar ao meu antigo. Fazer o que? Não vou ficar zangada.  Então que tal dar boas risadas de mim mesma? Um bom recurso para não  ficar doente, estragar  minha tarde, etc...
Logo hoje que começa o jogo...de  nervos dos paízes  que estão jogndo, dos que vão jogar ...
Geralmente  não gosto de  futebol,  mas na  copa  faço uma exeção. Para  o jogo do  Brasil,  tenho uma  bandeira para colocar  no sofá e agitar em cada gol feito.
Hoje a Àfrica do Sul empatou com o México.  Nem consegui ver o  jogo direito.  Muito barulho. Deixei no mute, para não me estressar...rs!  Lembrei de  meu irmão. Quando não gostava do narrador  do jogo, abaixava o  volume. Tal  qual quando  tem Galvão Bueno. Ainda bem que agora tem a Band.  Não  preciso colocar no mute. A não ser  as  guguzelas  que me tiram  do sério...
Bom, o jogo daqui a pouco: Uruguai x França.  Adivinha para  quem vou torcer? Já  sabem, né?
Um bom jogo!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Tapioca fácil....

Adoro ver a lua e fotografar, mais ainda. Esta é uma foto de amadora.Estou aprendendo...A lua  ainda não está assim.  Daqui uns dias vou poder vê-la saindo do mar. Um espetáculo para assistir em silêncio...
E hoje vou dar  uma receita de tapioca para ninguém colocar defeito. Já que a foto deixa  desejar...hehe!
Fiz para  o almço. Como assim? Pois é, gosto de inventar coisas improváveis. Comidinhas que ficam deliciosas se você usa outras  formas para  rechear, por exemplo.  E foi o que  fiz com a  tapioca...
Vamos à receita:
- Uma xícara de fécula de  mandioca.
- 1/2 xicara  de água filtrada  
Deixar  de molho na geladeira  enquanto faz o  recheio. No meu caso, como  queria  fazer uma  verdura no vapor, cozinhei  cenoura em cubinhos e vagem no cuscuzeiro. Coloquei na panela um pouco de óleo  de canola, azeite, alho, orégano,  sal. Deixei esquentar um pouco na frigideira de teflon ou na panela de pedra. Acrescentei  a cenoura e a vagem.
Para fazer a tapioca  é só passar a  mistura  da  fécula de mandioca com água na peneira. Você pode fazer em maior quantidade  e guardar na geladeira. Esta medida dá para 03 tapiocas que recheei  com um fio de azeite doce extra virgem a verdura cozida  no vapor,  um pouco de páprica picante e  alface. Enrolei como uma panqueca e comi no meu almoço de hoje. Fiquei surpresa, claro. Não sabia  que iria ficar tão bom. Recomendo.
* Observação:
Claro que a tapioca não é usada deste jeito. Esta foi uma invenção que deu  certo.(ainda bem)
Você pode  usar  a tapioca de várias formas e com inúmeros recheios.  Vi tantas  invenções que resolvi inventar a minha. Faça a  sua e  depois venha me contar como foi a sua, certo?

Beijos.
Um  bom  fim de semana! #FollowFriday
Beijos.
Anny(Annyllinha

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Quero um amor...

Hoje, ao ligar a MTV estava passando o clipe de uma música chamada "Segredo", cantada pelo Frejat...Pensei:"Poxa! como as músicas e os poemas são preciosos! Eles são capazes de traduzir uma mensagem que conscientemente, ainda não estáo presente em nós."
E a minha surpresa ao ler "Livro de  Guardados" de Angelo Cabeza...meu primeiro e-boock?   Lindo,  maravilhoso. Parece que esta foi  uma daquelas semanas, onde você ganha tudo que é de especial: palavras e gestos  de pessoas que valem a pena serem lidos. escutados...visitados.
Pois é. Adoro  segunda-feira esta é  do jeitinho de  um céu bem Azul. Da cor  do seu avatar. Luma  deixou um recado lindo para mim no Twitter: "Escureci a letra do blog para seu conforto visual." Pode ter  delicadeza maior do que esta? Obrigada, amiga. Você é uma das minhas  melhores descobertas deste mundo virtual.
E  tem mais: ouvir Monica Montone  em "Te amo de amor", poder votar em sua música, ler seus textos...Não tem preço mesmo. São aqueles acontecimentos em cadeia ou em ondas...
Que fazem com que agradeçamos aos céus, por estarmos vivos e podermos  compartilhar  com vocês...


Uma boa semana para todos.
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

*Crédito para a foto de R.O (São cerejeiras na primavera do Japão)

YouTube

Loading...