quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

*Natal*...tem uma história para contar?


E por falar em Natal, o que aconteceu com você,  quando descobriu que Papai Noel não existia?
Nunca enfrentei este problema e sim outro mais complicado. Segundo as crenças da minha casa, "Papai Noel" era uma farsa. Quem trazia o presente era o meu pai, mas nunca pude descobrir como. Quer dizer, nunca vi. Ficava tentado não fechar os olhos. Mas o sono é poderoso. E só no dia seguinte, descobria junto aos sapatos (embaixo da cama), o meu presente...
Uma delicia! Criança tece seus dias com brincadeiras, pedaços de sonhos misturados com sua realidade. Este é um deles. Claro que existem muitas histórias sobre este tema. Umas tristes e outras que nos fazem dar boas risadas.
Natal na minha casa tinha doce de figo, laranja, cajuzinho...etc. Mas bom mesmo era na casa da minha avó. Ela fazia aniversário no dia 24 de dezembro, então a festa era na casa dela. Ah, e ela morava num sítio, que a gente chamava de "roça" e eram natais perfeitos...
Não tinha árvore de Natal, nem Papai Noel mas quem precisa disto com todo um espaço para explorar, um pomar para descobrir sabores. Fala sério! Não fazia falta...
Bom, então você tem uma história para contar?
Pode dizer, estou escutando...
Um bom Natal povoado de bons sentimentos e lembranças.

Anny@Annyllinha




5 comentários:

  1. Olá Anny,

    Bom, posso dizer que minhas histórias de natal de infância foram maravilhosas, tirando o fato que tinha medo do Papai Noel (ou da máscara dele). Mas tudo era mágico, o ambiente, os presépios, as músicas, as comidas... ah, os presentes eram apenas o complemento perfeito de uma época que nunca mais tive...

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Geraldo:
    Obrigada pelo comentário. Feliz Natal!
    Todos nós temos hitórias de Natal para contar, não é mesmo?

    Abraço.
    Anny

    ResponderExcluir
  3. As árvores de Natal com o passar dos anos ganharam muitos pendurricalhos. Antigamente não era assim! Lembro da minha irmã pegar um galho seco, lá no meio da "roça" e improvisar uma árvore enfeitando com pedaços de algodão. Tudo para imitar a neve, o que ficou bem ridículo. Como criança não perde uma, passamos os natais seguintes "mangando" da criatividade da minha irmã.
    A árvore que a minha mãe montava era bem pequena e pensando bem, eu ficaria feliz em ter uma árvore pequena. Morro de preguiça de montar e desmontar árvore!
    Ah, Anny!! Por mais que pareça estranho, o meu melhor Natal foi o que sucedeu a morte do meu pai. Minha mãe não queria festejo e nos acordou após ter chegado da missa do galo para ceiarmos. A comida era simples, não tinham presentes, mas o sentimento que nos unia era muito forte. Agora este ano, está sendo o meu natal mais triste - que espero reverter. Segundo ano sem mamãe e caiu a ficha!
    Feliz Natal!! Boas festas!! feliz ano novo!! Que o ano que desponta lhe traga muitas realizações!! Beijus,

    ResponderExcluir
  4. Luma:
    Sempre temos histórias de Natal para contar. Umas engraçadas outras tristes. Fazem parte, né?
    Obrigada por contar a sua aqui.
    Talvez, contando nossas histórias, elas tenham um colorido diferente...
    Mas é sempre bom tar histórias para contar.
    Beijos.
    Desculpe chegar quase no Ano Novo!rs.

    Anny.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...