domingo, 1 de agosto de 2010

O lugar onde escrevo...

Uma praça em Paris - Crédto  para  a foto de   Aixa.

Não tenho um  lugar fixo para  escrever, mas olhar uma  foto  assim,bem que ajuda   meus pensamentos a  tomarem um rumo certo e tornar-se um texto...
Escrevo onde estou. Na frente da TV,  no quarto, na mesa, na  sala de espera do  médico  ou dentista...
Escrevo onde as palavras conseguem entrar no rítimo  do pensamento e desenharem meus sentimentos ou o lugar onde estou. Às  vezes  fazem sentido.  Outras vezes, não.  Porque escrever uma  coisa  e quem lê entender outra  diferente,  foi  um  dos   motivos mais fortes para amar a arte abstrata...
Nunca me  preocupei em ter um  lugar para escrever...mas já tive escrivaninha, diário, bloco de  anotações, cadernos  grandes,  pequenos...Escrevo, faço anotações em  todos  os  lugares possíveis  e  imaginários...Capa de livro, revistas velhas, novas. Qualquer  papel  que estiver livre leve  e solto...Depois para  juntar  esta colcha de retalhos, vou colhendo pedaços aqui,  alí e o texto  fica assim...
Comecei pensando em um Canto, que é objeto  de estudo de  Gaston  Bachelard no livro A poética do  Espaço.  Depois de ler o Capitulo VI - Os Cantos  - pág145 "Eis o ponto de partida  de  nossas  reflexões: todo canto de uma casa, todo ângulo de  um quarto,  todo espaço reduzido onde gostamos de  encolher-nos, de recolher-nos  em  nós mesmos, é, para a imaginação, uma solidão,  ou seja, o germe de um quarto, o germe de uma  casa."
"Mas todas essas imagens  imaginam demais. E é preciso designar  o espaço da imobilidade  fazendo dele  o espaço do ser. Um poeta escreve este pequeno verso:  "Sou o espaço  onde estou."  (Noël Arnaud) num livro que tem  por  titulo L'état d'ébauche. É um grande verso.Mas onde melhor  senti-lo que  num canto?"



Beijos.
Anny(@Annyllinha)

6 comentários:

  1. Meus pensamentos fluem em qq lugar... portanto escrevo onde tenho vontade, não há um lugar definido...
    As minhas poesias fluem independente do lugar onde estou... quem as comanda é o meu estado de espírito... qto mais triste, melhor sai a poesia!!!
    E meus textos seguem o mesmo caminho...

    ResponderExcluir
  2. Por vezes a escrita fica mesmo internalizada...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Nunca tive costume de andar com cadernos e sinto falta de ter onde anotar idéias que surgem do nada no meio do dia, ou em algum momento qualquer. Depois que passa, a gente acaba esquecendo e perdendo boas oportunidades de posts, por exemplo...

    Costumo escrever sempre no mesmo lugar: meu quarto ou lugares que tenham natureza! ^^

    Bjo

    ResponderExcluir
  4. Queridos comentaristas:
    Ao colocar uma foto de uma praça em Paris, foi para dizer que lugares, cantos, fotos, palavras soltas, encadeadas, propagandas, uma formiguinha andando sem rumo na tela, me inspiram...
    Escrever sentada em um banco em Paris, então...Tudo de bom.
    Então é isto. Não tenho um lugar certo para escrever. Isto faz com que, a bolsa fique sempre cheia de pequenas ou grandes anotações...
    Beijos!
    Bom dia!
    Anny.

    ResponderExcluir
  5. Em minha casa há um espaço que chamo de meu pedaço.é o loft, uma área grande no terceiro andar de casa.lá ficam o Home theater, uma grande mesa com 4m,chamo de mesa da santa ceia.Rsss!e a biblioteca, além do computador e meu espaço para pinturas e outras artes.E um lavabo.É na grande mesa que eu gosto de escrever, quando tenho tempo.na adolescencia eu tinha minhas agendas. nelas escrevia tudo, mas tudo mesmo o que eu fazia.então já vium era trancada e escondida.kkk! hj olho pra elas, nem fecham, grudava tudo lá. papel de bala, entrada de cinema, passagem usada de metrô, propagandas, recadinhos de namorados, nossa, tudo. até flores secas.ah, e palitos de sorvete.rsss!Confesso que eu escrevia bem mais naquela época, e desenhava muito em minhas agendas e até nas paredes da escola. então, eu escrevia onde desse na telha e desenhava idem.Hoje é mais em casa mesmo.no meu pedaço. lá eu reino.Rsss!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Anny, desde ontem não consigo manter a página do seu blogue aberta por muito tempo. Como já te disse, li pelo reader e tentei acessar várias vezes para comentar e fechava. Agora cliquei rapidamente no link do comentário para te agradecer por ter participado da brincadeira e dizer o que penso, sobre escrever em qualquer lugar.
    Só consigo escrever em qualquer lugar, anotações. Quando tenho que elaborar um texto, tenho que ficar no meu canto - isto quer dizer, sozinha.
    Essa noite acordei cheia de idéias e logo cedo, junto com o café comecei a escrever. Uma curiosidade: enquanto penso no que vou escrever, desenho.
    No blogue já tenho a escrita mais relax e escrevo direto no computador ou mesmo do celular.
    Anny, mais uma vez obrigada pela participação!! Beijus,

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...