segunda-feira, 28 de abril de 2008

Blogagem coletiva "Aspas para a Poesia"...



"Quero apenas lembrar que a poesia é pele em contato com a alma..." Lunna E como hoje é especial, que tal tomar um chá com a Yuri no Chá e Poesia? Um blog tão encantador que não dá vontade de sair. Então nada como uma poesia de Carlos Drummond de Andrade para fechar o dia:

Memória

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
estas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade, nascido em Itabira, Minas Gerais, em 31 de outubro de 1902 tem sua biografia contada no Releituras

E para todos aqueles que amam a poesia lembrem sempre o que Nélida Piñon disse numa entrevista "Linguagem: poetização da realidade."
Crédito para a foto acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...