sexta-feira, 30 de julho de 2010

Palmadas:solução ou problemas?...

Crédito para a foto de Aixa
Cada um de  nós tem uma opinião sobre o  assunto  palmadas.  E claro, tenho a minha também  e talvez ela informe mais um lado da moeda,  que ainda não foi discutido. Por exemplo,  quem apanhou  quando  criança, e  não seguiu  adiante com  este aprendizado?...Pois é, por incrível que pareça, isto não foi citado em nenhuma das entrevistas. Os apresentadores  que foram questionados, disseram que  tinham sido castigados com chineladas. Ok, mas e aí? Só isto? Pouco, claro.  Uma vida familiar envolve mais do que isto...Mas  a questão, é?  Levaram este aprendizado para a sua vida atual?  Não há respostas sobre isto...
Então,  para quem acredita que violência, gera violência  e  tem  certeza que a melhor resposta  é a que faz a pessoa envolvida (filhos) pensar sobre o que fez, palmadas,   chineladas...não  ajudam a pensar. Concordam?
Assim,  pensando que podia educar meus filhos de forma diferente da que fui criada, resolvi não usar o  castigo  físico para minha casa. Não sabia como agir de forma correta. Fui procurando instruções entre os educadores mais atualizados, qual a melhor forma.  Filhos, não vêm  com instruções,    quem se aventura  nesta parada, precisa descobrir como agir de maneira mais acertada.
Como escolhi não usar palmadas  para  educar, fui pelo lado  mais trabalhoso: a conversa. Muito difícil mesmo.  Mas quem disse que  educar é fácil? Não é. Ter filhos precisa ser uma escolha e como educar,  também...
O resultado desta educação? Sou suspeita para  falar porque estou diretamente envolvida. Mas meus filhos podem falar por mim. Amém!

Um bom fim de semana para todos leitores e comentaristas.


Beijos.
Anny(@Annyllinha)





Palmadas: solução ou problema?...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Você gosta de comentar?...



Crédito para  a foto de Aixa
Você gosta de comentar? Comentar em blogs,  Twitter, em casa,  no trabalho,  no cinema?  Onde é possível fazer um belo comentário  e  demonstrar  mais alguma coisa que não foi abordada pelo autor do texto? Ou então apenas concordar  e elogiar o autor. Pode discordar  também e tecer um belo comentário a respeito  da sua discordância? Como é o seu comentário?  Lacônico,  curto e grosso?  Ou nem comenta mais?
O assunto  está em quase todos os lugares.  Principalmente   em blogs que  fazem questão de receber bem. Respeita  sua opinião e responde seus comentário...
Acredito que comentar é uma arte. Porque é nele que você vai deixar a sua marca registrada. Seu jeito  de pensar, sentir,  de se expor ao mundo vai ficar lá para que o mundo veja. Já pensou nisto? 
Vi no blog da Sam,  um selinho convidando às pessoas para  que comentem mais. Comentar envolve tempo e atenção. Você precisa estar atento ao assunto no qual quer deixar sua impressão. E  o  bom disso tudo, é que vai aprender a ser mais objetivo, mais  claro e acima de  tudo, ser resumido. Afinal  de contas,  um comentário não é um post. Podemos até nos  empolgar,  mas resumir também é um exercício.  Comentar ajuda a ser breve, educado,   amigável e    sociável.  Não é  uma maneira inteligente de se relacionar? Experimente. Você   pode gostar...


Beijos.
Anny(@Annyllinha) 

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Um dia de céu azul...

O céu está azul, contrariando  as previsões do tempo. Mas  quem sabe das intranquilidades e calmarias  internas somos nós, não é mesmo?
Fora das  previsões, lá vai  o dia. Escrevi pela manhã e agora  já são 14:29.  Descanso para alguns e mais trabalho para outros, o fim de semana começa. E  assim vamos navegando pelo mar  das diferenças e igualdades individuais.Descobrindo altos e baixos nas paisagens...Cavernas, praias. Areias bem finas, pedras nas  praias...
Ah,  seres humanos! São imprevisíveis. Com boas surpresas  ou  inacreditáveis. Para o bem ou para o mal...

Um bom fim de semana para todos!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)
 
Obs.: Os comentários serão todos respondidos.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

E sobre o azeite?...

Para começar o dia, que tal flores, saladas e azeites? Uma boa combinação, não acham? Ah, você não gosta de cozinhar mas gosta de escolher o seu  azeite? Ótimo! Assim como existem  provadores de  vinhos,  há também  os provadores  de azeites. 
Aprendi muito  sobre  eles no site do Azeite Borges que acho um dos melhores azeites  que já  consumi.  Recomendo. Principalmente o orgânico. Que sem dúvidas é melhor para  a  saúde.
Em seu livro  "De  olho na saúde",  Heloisa  Bernardes,  escreve sobre os  azeites  que  são os "óleos vegetais  extraídos  a frio, em  primeira  prensagem, não passam por nenhum processo de  refino e não tem adição de qualquer  componente  químico.
A extração a frio garante  a bioatividade  dos ácidos  graxos  essenciais  e os  benefícios  que  estes  trazem á nossa  saúde."(pág. 85).
Os benefícios do azeite, todos conhecem, mas alguns detalhes passam despercebidos.  Por exemplo,  quanto à cor da garrafa.  Bom que seja de  cor âmbar ou   esverdeada. 
E verificar a  acidez.  Quanto mais baixa, melhor. Mas  isto você já sabe, não é mesmo?
Prestar atenção  aos novos  produtos lançados pelos super mercados.  Eles podem ter esquecido  de detalhes  importantes  na hora de embalar os produtos...


Uma boa  semana!

Beijos.
Anny(@Annyllinha)


Obs.: Todos os  comentários  são respondidos. Obrigada pela visita e ou leitura.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Já lavou as mãos?...

Ao ver o jornal da manhã hoje, dois assuntos me chamaram  atenção. O  nosso recorde mundial em números de banhos e o quinto  lugar  quando se trata de  lavar as mãos... Não vou comentar o assunto mas, contar como fiquei apavorada, ao observar este comportamento,  em vários locais onde estive.  
Vocês se lembram daquela música: "Uma mão lava a outra...cantada e decorada por todos? Pois parece que esquecemos das músicas, do  que aprendemos  em casa ou por necessidade... assim a pergunta foi colocada em todas as pias daqui de casa. Exagero? Ah, pode até ser. Prefiro pecar com  ele. Não é assim que lembramos nossas principais  lições? E para não esquecer. Lá estão os cartazes..."Já lavou as mãos?"


E agora o festival de Anima  Mundi.  Com "Eu queria ser  um monstro" e "Sentir-se diferente".  Vi um trecho mostrado no jornal e  penso  que este é um assunto sempre recorrente. Não importa como é contado. Em simples animação ou 3D.  "A  emoção de uma história bem contada..." Edney Silvestre. È que faz a diferença...


Um bom fim de semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha)

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Livros, para que?...

Ao  ler nosso primeiro livro, começamos nossas descobertas pessoais e sobre o  mundo onde habitamos.  Mais tarde,  aparecem   as dúvidas.  Aquelas que não estão nos livros, mas que aprendemos, ao ler os livros...Como  assim? Ah, os livros nos  ensinam  pensar, questionar, meditar, olhar para dentro e enontrar  nossas próprias respostas. Que no  início parecem meio sem sentido, sem  pé nem cabeça.  Assim, começamos   copiar  frases  de nossos escritores preferidos, de clásssicos famosos que  são capazes de  sintetizar  numa  frase, num  poema, numa  pergunta, tudo  que levamos meses, anos, pensando a respeito...
E foi assim que descobri: "Livro das Perguntas" uma edição bilingue traduzida por  Olga  Savary: "Junto  ao humor, o eterno humanismo do Poeta,  já tão  decantado e tão nosso conhecido, presente sempre e que dirá muito ao  leitor. Estas duas vertentes, me parece, nos  reportam à poesia oriental com sua aparente  simplicidade mas que nos leva a  profundezas  inimagináveis. Algo assim como  um quadro de Paul Klee: o máximo de  requinte numa enganosa ingenuidade.Como se criança e adulto estivessem  indissoluvelmente  presentes e ligados ao mesmo tempo e  com igual persistência  nesta poesia tão bela,  tão límpida, tão apaixonante."

"Por qué no recuerda los viejos
las deudas ni las quemaduras?

Era  verdad  aquel  aroma
de  la doncella sorprendida?

Por  què los pobres  no comprendem
apenas  dejam de ser  pobres?


Donde  encontrar  una  campana
que suene  adentro  de tus sueños?"


Pág.60 - Livro das Perguntas - Pablo Neruda  - L&PM

Uma boa semana!
Beijos.
Anny(@Annyllinha


 Crédito  para Foto de Aixa - (Vale do Capão )

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Bom dia! Com café?...

Ontem  fui  ao   Salvador Shopping, fazer umas  comprinhas  e  aproveitei para tomar um  café que o @CafeConversa tem recomendado  muito: Café Piatã.  E assim lá fui eu no Lucas. Uma   das cafeterias de lá.  Um garçon muito simpático, chamado Tom, me atendeu. Qual a minha conclusão  quanto ao  sabor do café?  Fui  pensar um pouco e  cheguei  à conclusão de  que  o café é uma  bebida presente na maioria das casas  brasileiras.  A escolha  de qual  café tomar, depende de várias coisas além do  interesse  pessoal  sobre a bebida. Por  exemplo,  o valor monetário...
Para simplificar, vou dizer  como  faço a minha  escolha. Gosto  de um café  mais  encorpado e orgânico. Tomo outros tipos? Sim. Nem sempre encontro nos  lugares onde  vou,  um do  jeito que desejo. Assim  o  café expresso é muito forte.  Pois gosto de toma-lo sem açúcar  ou adoçante. O que fazer? Acrescento leite.  Mas o café que me foi oferecido pelo Tom é  posssível ser bebido puro. Foi usado o  coador de papel.  E aí, gostei ou não? Prefiro o que faço em casa...
Mas o Piatã, pode ser dividido com amigos.  Eles vão gostar... 

Crédito para a  foto  de Aixa. Flores para enfeitar o fim  de semana!


Beijos. 
Anny(@Annyllinha)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Para quem você torce?...

Esta é uma cidade chamada Lekeitio. Fica no  norte  da Espanha. Crédito pata a foto de Turi.
Ainda não conheço mas torço para que um dia isto aconteça.  Mas hoje é dia  de decisão no futebol. E o Twitter vai ficar cheio de comentários sobre o jogo ás 15:30 (horário do  Brasil) e escolhi torcer hoje pelo pais que me encanta.Por sua lingua, tempero, comida, pessoas muito especiais  e sem  esquecer  suas   músicas e cantantes...
Gente,  tem coisa mais linda do que um poema  dito em  espanhol?
Não sei se  @samegui  lembra. Ela escreveu  sobre a novela TiTiTi que vai estrear na TV Globo.  E  uma das cenas que jamais pude esquecer, foi Luis Gustavo, um dos atores da novela antiga, falava um  poema  em espanhol...Tudo de bom! Também  não sei se  @Luzdeluma,  lembra da  novela,  talvez  não. Se repetirem a dose, não perca! Só isto valeu a novela toda...(com algum exagero meu, claro).
Mas  pode ser que  a @sillmasc lembre...

Estou sempre me inteirando dos assunto que lá acontecem porque sigo @el_pais no Twitter. Espero que seja um belo jogo. Sem violência e outras coisas desagradáveis que às vezes acontecem  no  fotebol. Arriba Espanha!

Boa tarde! Buenas tardes!

Beijos.  Besos.

Anny(@Annyllinha)

terça-feira, 6 de julho de 2010

Hoje vou torcer pelo Uruguai...

Hoje o dia amanheceu assim.  Não é uma beleza? Fiquei inspirada e pensei logo: "Vou torcer para o Uruguai. Ver jogo sem torcer não tem graça. E depois de ver o jornal da  manhã,  acabei de me convencer. Hoje sou celeste. Torcendo para o "Louco  Abreu", com a  sua "cavadinha"...ora se vou!
Sabe, cheguei à conclusão que o melhor do jogo, é estar se possível, entre amigos,  brigar com  a TV, com o adversário, com o técnico. Com quem fez  a  falta...
Parece com as situações da vida. Estamos sempre torcendo por alguém. Um filho que precisa  passar de ano, um relacionamento que é bom dar certo. A torcida não para. E aí vamos esquecendo os contratempos, damos muitas risadas  ou choramos se for o caso.
Sabe, uma das coisas que fiquei preocupada, ao começar escrever, foi: "E se eu mudar de opinião? Como vai ser?" Mas pensando  bem, ninguém precisa ficar  acorrentado à primeira proposição. Quer dizer, o tempo passa e as situações mudam. Precisamos estar sempre  reciclando, revendo nossos pontos de vista, decisões. Deixando-os sempre abertos à um possível plano B. Para  não ficar acorrentado a uma coerência sem espaço para mudanças,  sabe como é? Sem poder levar  "Ganso" e Neimar ...
Pois é, um exemplo  para não ser seguido.  Ponto final. Exemplos, situações. Acontecem todos os dias. Bom ficar atento para não repetir o erro...
Então, tá! Não entendo de jogo mas posso torcer. Colocar uma flor celeste no cabelo e gritar hoje: Viva  o Uruguai!

Beijos.
Anny(@Annylinha)

domingo, 4 de julho de 2010

Chet Baker - Almost blue



 Quando ouvi a primeira  vez  as músicas...fiquei, vamos dizer encantada. E ao receber  de presente a foto  acima a música ficou ligada à fotografia. Obrigada Aixa! Crédito  para sua maravilha  em azul....(foto)
Bem,  e  quem me indicou  Chat Baker também ficou associada à música. Sabe como é? Um bom escritor  tem destas qualidades. Indica livros, músicas, filmes, festivais  de rock, jazz...Um Twitter completo. E olha que não tem um ainda. Mas tem um blog  onde você já pode indicar seus textos. Ela  faz de suas crônicas um jeito  especial,  bem perto da gente.   Sabe aquelas horas que você se sente meio perdida, bem no meio da madrugada, onde não é possível estar em conversar com a melhor amiga? Ah, pois  "O grito" (crônica do livro Montanha Russa, pág 15), resolve  sua solidão e desamparo. Gente, estou receitando os  textos  de  Martha Medeiros? Sim, estou. Ela consegue fazer você pensar. Quer melhor? Ah, não quer? Então,  TV...resolve o caso. E tem mais, já recomendei às minhas amigas que  adoram comprar livros de auto ajuda. Claro que não convenci...rs. Bem que desejei.
Conheci  Martha Medeiros, quando  foi ao programa "Mais Você", reclamar que seus textos estavam sendo copiados e lidos pela apresentadora...
Enviei um  e-mail   concordando com tudo que havia dito e que queria começar a  ler seus livros. Indicou "Divã " e eu indico todos. Podem comprar de olhos fechados  Amém!
Gente, este post não foi encomendado. Sou uma pessoa que gosta de ler, pensar, escrever, ouvir músicas, cozinhar, desenhar, ler poesias Então nada como um  bom exemplo para começar a  ter vida própria, não é mesmo?


Beijos. 
Bom domingo. 
@Annyllinha

YouTube

Loading...