sexta-feira, 20 de junho de 2008

Ohayo gozaimasu Japão...

Crédito para a foto.

Tenho uma amiga que se chama Yorico. Conheci faz alguns anos. Procurava companhia para andar na orla e observei que ela fazia este trajeto todas as manhãs. Perguntei se podíamos sair juntas, já que o prédio onde moramos fica bem perto. Então nasceu esta amizade preciosa. Hoje, encontrei com ela vindo da caminhada. Fui logo dizendo:"Ohayô!" Não sabia como escrevia, mas nada como ter uma outra amiga preciosa que me ensinou o cumprimento de bom dia: "Ohayo gozaimasu" que escrevi no título. Obrigada Sam!
Pois é, não caminhamos mais na orla. Não é seguro. A caminhada ficou restrita para em torno da Lagoa dos Pásssaros. Perto do Centro de Convenções. Um lugar onde posso encontrar também a Bernadete, a Sônia e a Selma. Mas voltando a Yorico, lembro que não era este o nome que as pessoas a chamavam. Era um nome em português. Então perguntei a ela qual era o nome que tinha em japonês. Então foi assim que a apresentei para as amigas da lagoa e é assim que todos a chamam: Yorico . Ela me contou que quando veio para o Brasil, depois da guerra os imigrantes eram obrigados a terem um nome em português, caso contrário não poderiam ser enterrados. Não pesquisei sobre este assunto, mas achei que podia devolver o nome original dela, pelo menos aos novos conhecidos. Um dia, conversa vai e conversa vem ela me contou com foi sua vida no Japão. Disse ter sido jogadora de volei. Também me contou sobre o horror da guerra e como ela e o marido(já falecido) vieram para o Brasil como agricultores. Criaram os filhos e mais tarde vieram morar em Salvador. Um assunto que não quiz calar foi logo questionado: "Yorico, como é o seu sonho? Em português ou japonês?" Ela não fala bem o português. Deve ser em japonês. Os sonhos são do tamanho das nossas necessidades. Não é mesmo Yorico?

11 comentários:

  1. Que post lindo! Parabéns pela sua sensibilidade e parabéns a sua nova amiga, que junto com muitos imigrantes enriqueceram ainda mais nossa cultura.

    ResponderExcluir
  2. Os sonhos são do tamanho das nossas necessidades. É pra pensar. ;) Beijus

    ResponderExcluir
  3. Sam:
    Obrigada pela visita e comentário maravilhoso. Valeu! Adoro você.

    ResponderExcluir
  4. Luma:
    Obrigada pela visita e comentário.
    Pois é, pensei nesta possibilidade quando questionei Yorico em que língua era o sonho dela. Sonhos são de imagens. Não precisam de sons...

    ResponderExcluir
  5. Os sonhos são do tamanho das nossas necessidades, e com uma grande vantagem. Lá você pode. Quer ver?
    Lá você realiza, encara suas verdades, cria símbolos para mostrar algo que você não compreende inteiramente, viaja para lugares imaginários.
    Existem pessoas que não conseguem ainda saber aonde se localiza a vida; ao sonhar com uma borboleta, não consegue distinguir se ela era a borboleta sonhando que era um homem dormindo, ou o homem sonhando aquela borboleta voando.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Djabal:
    Obrigada pela visita e pelo comentário. Pois é. São as diferenças individuais, né?

    ResponderExcluir
  7. Anny fiz um teste e usei o IE para comentar no meu blog e funcionou.


    Não entendo muito disso, heheheh

    Boa semana

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Bom, é o que me queixam aqui e não consigo comentar no blog Linha com o IE.
    Não sei então...

    ResponderExcluir
  9. Conheço a Yorico das caminhadas na Lagoa. Ela é um amor de pessoa, suave como a foto que você postou.

    ResponderExcluir
  10. Ed:
    Obrigada pela sua sensibilidade e por perceber em Yorico esta suavidade da foto. Valeu!
    Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...