quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

something beautiful


something beautiful, upload feito originalmente por sapaho.

May you find that love that wont leave you
May you find it by the end of the day
You wont be lost, hurt, tired and lonely
Something beautiful will come your way
~R Williams

Todas as vezes que vou fazer um post, já sei o que vou escrever, porque pesquisei antes. Fiz tudo isto ontem e agora vou te contar um segredo: estou perdida. Nada do que planejei deu certo e sei que não preciso ficar me sentindo mal por isto. Mas estou me sentindo péssima. E agora? Já sei. Vou ler Martha Medeiros. Ela sempre me inspira e me faz ter uma ideia melhor de qualquer assunto, que eu queira comentar. Já sei. Li no blog do André que a escritora Doris Lessing não gosta de blog e de internet. Na minha opinião, as pessoas em uma certa idade não têm mais disposição para aprender. Aprender, requer tempo, disposição e envolvimento. E hoje ao caminhar pela manhã comentei o assunto e foi confirmado aquilo que já tinha afirmado: desinteresse. Para finalizar o assunto, disse então que pode ser uma declaração indevida. Como fez um escritor brasileiro. São as diferenças individuais. O único porém, é que as pessoas deveriam tomar cuidado com o que falam e com o que escrevem por uma questão de coerência. E isto é o mínimo que um ser humano decente pode fazer por si mesmo...

Este post é dedicado a Alessandro

8 comentários:

  1. Mesmo com o começo estranho, seu texto ficou uma graça... Para lá de coerente todas as escolhas do texto. Adorei. :-)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita e pelo comentário. Seja bem vindo!
    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. E sabe que depois de uma discussão infindável sobre o assunto, é ótimo ler alguma coisa tão simples que resume tudo que a gente pensa :)

    ResponderExcluir
  4. Olá André:
    Que maravilha você por aqui. Obrigada pela visita, pelo comentário e pelo elogio. Adorei.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  5. Talvez você tenha vivido o que chamam de angústia da criação, Anny, às vezes escrevemos com facilidade, tudo nos inspira, as palavras fluem, outras vezes não sabemos o quê ou pra quê escrever, nos sentimos travados, sem conseguir ir adiante no texto, mas não se deve desistir, o mal-estar da dúvida passa e nos faz enfrentar melhor as próximas angústias. Desejo que os assuntos lhe venham com facilidade! Boas escolhas pra você, naquilo que pode escolher! Beijos

    ResponderExcluir
  6. Alo Cristina:
    Pois é no seu post vc afirma que às vezes não podemos escolher. Discordo um pouco, porque se não podemos escolher, estamos num beco sem saída.
    E acredito que o ser humano, só não tem saída quando o assunto é morte. Em outras situações podemos sim modificar, fazer do nosso jeito...
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Si, a veces las musas están esquivas y no llegan, pero no es tu caso. Tu sinceridad al escribir suple todo lo demás.
    Respeto al aprender, en mi blog hay una poesía de Borges (busca en etiquetas) que me parece apropiada para lo que dices. Aprender, cambiar, investigar, curiosear son cosas que nunca debemos dejar de hacer. Otro beso. Tu blog es especialísimo

    ResponderExcluir
  8. Olá Romaria:
    Obrigada pelo comentário e pela visita. Quero te perguntar uma coisa.
    Ainda não tenho os livros de Borges e quero comprar. A Companhia das Letras,uma editora muito boa, está relançando os livros dele. Entre eles está Ficções, Outras Inquisições(ensaios), Primeira Poesia e o Livro dos Seres Imaginários. Qual deles devo comprar primeiro? São caros, então preciso escolher.Rs!
    Bjos.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...