quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Willow...


Esta é uma árvore mágica para mim. E tudo que é mágico em minha vida tenho uma história para contar. Como aconteceu, principalmente é coisa de deixar o cabelo em pé ou dar risada sem motivo aparente. Rs! O nome dessa árvore é salgueiro em português, sauce llorón em espanhol e willow em inglês. E pode procurar que tem mais coisas... Muito mais. Isto me encanta. Vai sempre ter uma parte que não contei e que as pessoas vão descobrir ao pesquisar.
Ontem uma amiga mandou esta foto e me contou que quando criança brincava em baixo dela. As crianças sempre acham um jeito de colocar paredes em torno do seu brinquedo. E cada um mais criativo do que outro. Pode ser ajudada pela natureza ou pode construir com pedaços de madeira ou bambu uma planta baixa de uma casa completa. Pode com ajuda dos adultos fazer uma casa na árvore ou com ajuda de amigos uma cabaninha de folha de bananeira. Dentro de casa tem variações como em baixo da mesa, em cima da cama dos pais, no beliche. As paredes envolvem a intimidade. Qualquer uma. No brinquedo envolve sua criatividade. Seu poder de transformar o seu mundo em algo mais acolhedor para suas descobertas diárias. Não sei como as crianças de hoje fazem. O mundo delas é diferente do que foi o meu e dos meus filhos. Não sei ainda como será esta mágica com os filhos deles. Possibilidades a serem descobertas ou não. Fico pensando nas brincadeiras que tive, nas que inventei, nas que pude repartir e nas que usei a solidão para compreender melhor e me transformar na pessoa adulta de hoje...

19 comentários:

  1. Esta foto foi eviada para mim por Aixa. Obrigada lindinha. Espero qu goste do post.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto muito das imagens que vc posta aqui. São lindas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita e pelo elogio.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  4. Como contribuição, deixo o nome que usamos lá no sul (na verdade eu moro em Cuiabá desde 1983, mas vim de Porto Alegre): "Salso Chorão".
    Não bastasse a qualidade do conteúdo deste blog, sua gentileza também é admirável. É um prazer ver meu blog lincado a este, o que já foi retribuído com muito prazer.
    Tenha um excelente final de semana.
    Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Anny, gosto muito da sensibilidade de seus textos e fico grato pelo link que já foi devidamente retribuído.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Os@ar:
    Pela visita e pelo elogio.
    "Salso chorão". Interssante.
    Abraço.
    Bom final de semana idem.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pela visita Kovacs e pelo elogio.
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Anna
    Seus textos estão maravilhosos, tem escrito cada vez melhor..
    Parabéns!!Bjim

    ResponderExcluir
  9. Michelle;
    Obrigada pela visita e pelos elogios.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  10. Que foto linda! Onde é?
    Quando criança, eu também adorava fazer cabaninhas em cima e embaixo de árvores ou cercadas por ciprestes, com pedaços de madeira, lata velha e tudo o mais que se pudesse encontrar. Bons tempos em que as crianças não eram obrigadas a ficar trancadas em casa.

    Abraço,

    Pablo
    http://cadeorevisor.wordpress.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Pablo:
    Obrigada pela visita e pelo link.
    Não sei onde é o lugar. Talvez um lugar na infãncia dela...
    Até mais!

    ResponderExcluir
  12. Anny,

    obrigado pela visita e comentário no varal.
    Seu blog é muito simpático a começar pelo sugestivo nome: BLOG LINHA!
    Adorei.
    Onde estão os DESENHOS? Volto com mais tempo para procurar nos arquivos!
    Para tanto estas pendurada no VARAL.

    Abçs

    ResponderExcluir
  13. Eu descobri hoje que existe uma árvore como esse perto da minha casa, e até aí, nada de extraordinário. Mas, existe além da árvore, alguém que mora nela, lá em cima. Quase ninguém consegue ver. Mas a casa de madeira está lá. Protegida do mundo, com suas paredes além de imaginárias, reais. Como eu e você. Uma história do chorão em que morava alguém. Preciso saber do que ele chora. Ou não? Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Bela árvore o chorão. Mais linda ainda porque fica às margens de ou rio ou lago, não importa. O que importa é que a foto é muito envolvente e as lembranças que traz da infância, de brincadeiras inocentes e criativas.Acredito que mesmo com toda tecnologia do mundo atual, as crianças ainda gostem de locais que desenvolvam suas imaginações.

    ResponderExcluir
  15. Obrigada pela visita Djabal. Muito interessante sua história. Pelo jeito o morador do chorão gosta de sótão.Rs! O chorão é mágico. É onde moram os duendes...

    ResponderExcluir
  16. Obrigada pela visita Edy. Espero que vc esteja certa.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  17. Oi Anny, li seu comentário lá no blog que eu sou colaboradora (o futuro do presente) e vim te visitar.
    Posso te dizer uma coisa, as crianças de hoje tem a mesma (ou até mais) imaginação que nós quando éramos crianças.
    Eu tenho um menino de 4 anos que tem uma imaginação sem limites. Ele não 1 amigo imiginário, ele tem uma gangue. Tudo é motivo de brincar e o mundo mágico dele é incrível.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Lindo!
    Crianças sempre tem magia...
    Vou te contar...os meus aualmente também recorrem a "paredes" para cobrir seus brinquedos...Tudo é válido...adoram criar castelos, "bacanas" (cabanas na linguagem deles). Usam de tudo e a casa fica uma bagunça!
    Coisa boa, né!
    Adorei a árvore..adoro árvores.
    Beijos,Aline

    ResponderExcluir
  19. Obrigada pela visita:
    Cristiane e Aline.
    bjos

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...