terça-feira, 23 de outubro de 2007

A Imensidão Íntima

É muito interessante observar, como as letras formam frases com poderes de encantar. De criar de vaneios, fazer sua mente viajar...Foi esta a magia encontrada em cada livro que tive o prazer de ler.
Isto só aconteceu, quando comecei a escolher. Nem sempre soube fazer isto. Aprendi coisas espatafúrdias(sic!), que ficaram internalizadas e deu um trabalhão para serem transformadas.
Bom, este é um dos títulos do meu livro preferido. Minha fonte de inspiração. Existo antes e pepois de ler A Poética do Espaço de Gaston Bachelard.(rs!)
Ah, já sei. Sou mesmo exagerada...Quando pensei em fazer um blog, foi este o nome cogitado. Um deles. Títulos, são ótimos para classificar, explicar e chegar a um lugar. Claro que a minha visão, desta imensidão é bem diferente. Mas a de Rilke, que está no início do capítulo, vale apena ser citado: "O mundo é grande,mas em nós ele é profundo como o mar." E a outra outra também. "O espaço me fez silencioso." (Jules Valles,L'enfant,p 238)
E aqui vai, "Poderíamos dizer que a imensidão é uma categoria filosófica do devaneio. Sem dúvida, o devaneio alimenta-se de espetáculos variados: mas por uma espécie de inclinação inerente, ele comtempla a grandeza. E a contemplação da grandeza determina uma atitude tão especial, um estado de alma tão particular que o devaneio coloca o sonhador fora do mundo próximo, diante de um mundo que traz o signo do infinito." que é a opinião do autor. Cuja riqueza de detalhes, consegue enriquecer a nossa percepção sobre o assunto.

Para mim, a imensidão íntima comporta tudo isto, mais minha visão particular.Todos os meus valores, perceepções internas e externas. E... mais 13 folhas pra você se deliciar com as palavras de Gaston Bachelard sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...