terça-feira, 30 de outubro de 2007

A Linha





"A linha, elemento essencial da linguagem gráfica, não se subordina a uma forma que neutraliza suas possibilidades expressivas. A linha pode ser uniforme, precisa e instrumentalizada, mas também pode ser ágil, densa, trepidante, redonda, firme, reta, espessa, fina, permitindo infindáveis possibilidades expressivas. A linha revela nossa percepção gráfica. Quanto maior for o nosso campo perceptivo, mais revelações gráficas iremos obter. A agilidade e a transitoriedade natural do desenho acompanham a flexibilidade e a rapidez mental, numa integração entre os sentidos, a percepção e o pensamento." (Edith Derdyk-Formas de Pensar o Desenho)

É assim. Quanto mais estudo desenho, sempre tem algo a aprender. Descobri este texto, quando procurava alguma coisa para escrever sobre linha. Percebi, então os motivos, as razões de se pedir para desenhar, quando se faz exame para tirar carteira de motorista. Isto mesmo. Acho engraçado quando as pessoas falam sobre isto. Elas ficam pensando que é preciso saber desenhar. E isto deveria ser explicado. Não tenho certeza, mas até pode ser, elas não acreditam. É verdade.Desenho está ligado a uma crença chamada dom. Se você demonstra por a mais b, que qualquer um é capaz de desenhar, elas não te ouvem, nem lêm. Impressionante.
Custei a compreender isto. O que move o ser humano, é a crença que ele tem dentro de si e como expressa esta crença, nas coisas que faz. Ponto final. Mudanças, são muito difíceis. Dá um trabalhão. Não estão interessados.
Lembro das minhas aulas de Educação Artística. O pavor dos alunos sobre o assunto. Para provar a eles que todos eram capazes de desenhar, foi um exercício e tanto. E ao me encontrar com uma ex-aluna, percebo que não fui bem compreendida. Se fiquei triste, não. Estou dando o recado agora. O que tem que ser salvo é a crença em si mesmo em primeiro lugar. Tudo acontece a partir daí. O que a pessoa vai fazer com o que aprendeu, precisa ter como base este crédito. É partir daí que ela vai procurar digamos, seu lugar no mundo e seu jeito de se expressar. Nem precisa entender psicologia, para compeender isto. E por aí, vai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...