quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Da janela ...


Da minha cozinha, posso ter um outro olhar para o mundo. Posso também colocar a condescêndencia, dentro do meu estar no mundo.Um dia após o Natal e já estou me perguntando se fiz tudo direitinho. Se visitei todos e se deixei um recadinho. Estas coisas delicadas que enternecem e me deixam feliz de fazer e receber. Como o Feliz Natal que recebi hoje pela manhã de Sam. Sabe, por mais que queiramos fazer as coisas como manda o figurino, nem sempre dá certo. Não planejo errar. Acontece. Se o outro vai entender e perdoar é outra conversa. De uns tempos para cá, parei de ser intransigente, indelicada, mal humorada. Sabe, às vezes posso deixar isto aparecer, ao fazer um comentário num blog. Muito ruim. É como ver uma briga particular que não é da minha conta. Detesto brigas discussões que não me levam a lugar nenhum. Só para o escuro de minhas auto-acusações o mal estar comigo mesma. Ah, não é por aí não. Gosto de muita luz, muita risada e se houver alguma coisa que não foi como achei que deveria, procuro uma forma de dissolver este estado de nuvem preta que rondam as amizades, as pessoas de meu relacionamento virtual ou pessoal. Hoje estou feliz. Muito feliz. Tive cuidado com os meus desejos, me perdoei e perdoei. Rezei e pedi aos deuses que me ajudem a ser melhor do sou hoje. Existe sempre um um sentimento de contradição dentro do que sou e do que apresento ser. Mas não me sinto mais culpada. Estou pronta para refazer meus passos. Reconstruir o desenho, refazer o texto da vida com a imensa e intensa vontade de estar sempre de bem comigo, em primeiro lugar. Porque assim tenho certeza de que serei capaz de olhar o outro do mesmo jeito que me olho. Um bom desenho a ser começado todos os dias. Amém...

2 comentários:

  1. O sorriso é a menor distância entre dois seres humanos.
    Esse deveria ser o nosso mote. Geral, amplo e irrestrito, como a anistia. Mas também como a anistia, não funciona bem assim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Djabal:
    Adoro seus comentários e vc sabe disto. Infelizmente ficamos cheios de raiva pelo próximo, porque não lidamos bem com a gente mesmo. Então a história se complica. Mas enfim, se aprendo a me respeitar, com certeza vou saber respeitar o próximo. Isto é básico. É mais fácil e melhor cuidar de mim. É o que estou fazendo. O resto ´r consequência, certo?

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...