domingo, 16 de novembro de 2008

Alguma leitura...

Crédito para a foto de Aixa.
Alguma leitura ou matéria que você viu na TV influenciou seu comportamento? Fiquei pensando nisto e lembrei de um programa na MTV, com Marina Person. Ela perguntava se as pessoas lavavam a parte de baixo da perna. A canela, para ser mais específica. Hehehe! Uma pergunta besta, mas passei a prestar atenção neste detalhe. Outro dia li num blog que a maneira correta de começar um banho, era pelo rosto. Bem, deve ter muitas formas diferentes, a minha é lavando os cabelos. Como aprendemos estes rituais? Ah, com as mães ou com os adultos que nos deram banho, quando éramos pequenos. Depois se tornou uma ação mecânica. Não pensamos mais no assunto. Até que alguém resolve questionar. Você(eu) que adora ler e seguir instruções, começa a prestar atenção ou “tomar consciência” de que não é bem assim que faz. Pra que? Mais uma paranóia que arrumou. Destas que não te deixam em paz. Toda hora vem na cabeça. Tipo música ruim, que além disso só sabe um pedacinho. Ai ai! Quem me disser que leitura ou o que vemos na TV, não influência nosso comportamento está esquecendo daqueles “chiclé” ouvidos até ficarmos hipnotizados. “Compre batom” “não tem preço” e outros do gênero. Na minha adolescência ficava cantando com minha a amiga Marília, estas músicas de propaganda. Que brincadeira mais inútil. Ficávamos disputando quem sabia mais. E vou te dizer uma coisa, deveríamos ter mais cuidado com o que lemos e ouvimos. Um amigo meu me dizia que nosso ouvido não é paiol. Ele tem razão, mas não aprendi a lição. Continuo a ver e ouvir conversas fiadas por aí e depois reclamar. Natural de quem não cuida do que ouve e lê. Ah, já sei que certas coisas não temos controle. Como o som alto de músicas que não pedi para ouvir, ou a pregação de quem acha que Deus é surdo. Estas coisas que não se tem como evitar. Mas se tem, é bom e deve ser feito para o nosso bem estar...
"Os caminhos mentais de uma pessoa rigorosamente saudável"- Milton Ribeiro.

8 comentários:

  1. Coitado do meu pai, não sosseguei enqto não ganhei uma bicicleta repetindo o mantra " Não esqueça a minha Caloi' :-)

    ResponderExcluir
  2. Ótima reflexão. Me fez parar pra pensar enquanto estava tomando banho. :)

    ResponderExcluir
  3. Vim agradecer sua visita ao meu blog e conhecer seus textos. Li também o comentário deixado na rede do Dicas e respondi por lá mesmo.

    Esse seu texto me fez lembrar um trecho do livro "Seis propostas para o próximo milênio", do italiano Italo Calvino, em que ele dizia vivermos todos em um mundo que privilegia a visibilidade, porque 90% do nosso aprendizado de qualquer coisa ocorre pela visão. Um abraço! Andréa Motta

    ResponderExcluir
  4. Vanessa:
    Obrigada pelo comentário. Pois é. Você entendeu o que eu disse.

    ResponderExcluir
  5. Inagaki:
    Obrigada pelo seu comentário. Pois foi assim que tudo começou. Rs!

    ResponderExcluir
  6. Vanessa:
    Obrigada pela visita, comentário e dica de livro. Isto é oque chamo de visita completa.
    Um abração.
    Anny

    ResponderExcluir
  7. Nos tornamos dia, após dia, mais e mais visuais.
    A capacidade crítica fica embolorada com a beleza visual. As agências sabem disso melhor do que ninguém.
    Assim sendo, ouvir e ver as coisas sem usar nosso espírito crítico, pode causar danos à saúde.
    Muito bem lembrada e contada a sua história.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Djabal:
    Obrigada por seu amável comentário.
    Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...