domingo, 2 de novembro de 2008

Sobre solidão...


E por falar em solidão...
Li uma crônica de Cecília de Meireles, no livro Escolha o seu Sonho, página 35 que fala do sentimento de solidão... Que as pessoas sentem ou teimam em sentir com este mundão de coisas ao nosso redor ou no entorno, como dizem os Arquitetos. Adoro este termo. Muito bem, então Cecília escreve: “Há muitas pessoas que sofrem do mal da solidão.Basta que em redor delas se arme o silêncio, que não se manifeste ao seus olhos nenhuma presença humana, parar que delas se apoderem imensa angústia: como se o peso do céu desabasse de sua cabeça, como se dos horizontes se levantasse o anúncio do fim do mundo.
No entanto, haverá na terra verdadeira solidão? Não estamos todos cercados por inúmeros objetos, por infinitas formas da Natureza e o nosso mundo particular não está cheio de lembranças, sonhos, de raciocínios, de idéias, que impedem uma total solidão?”
Ah, concordo inteiramente com ela. Rapaz!, E a galera interna? Aquela que te faz sorrir sozinho, quando vê ou ouve alguma alguma coisa interessante. Ou quando não também. Sabe como é, temos várias faces de interação com o mundo. Podemos sentir uma raiva imensa, um desamparo profundo e uma alegria incontrolável. Isto é uma das boas coisas da vida. Uma gama de emoções a seu dispor para que você fique para dentro ou para fora, conforme seu humor ou disposição. Não é mesmo?

Ps: Este livro é do meu filho Turá. Como não ter orgulho de um filho que gosta das crônicas de Cecília de Meireles e ainda sublinha este texto. Ah, mas é para ser lido e relido pela vida a fora. Obrigada meu filho. Valeu!

13 comentários:

  1. Bom gosto do seu filho Anny
    boa semana
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Milton. Boa semana pra vc.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Denise. Agradeço por ele.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Anny,

    para mandar a foto, por favor me de seu e-mail pelo mu:

    cimitan@terra.com.br

    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Belo texto. E seu filho é digno do seu orgulho sim. Que coisa boa, como sentir solidão assim? :-)

    boa semana

    ResponderExcluir
  6. Eduardo:
    Já fiz 02 desenhos. Devagar vou chegar lá. Ora se vou.
    Obrigada pela confiança.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Vanessa:
    Obrigada pelo comentário e pelo elogio.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Interesante, cierto y muy bueno. Un abrazo gordo.

    ResponderExcluir
  9. Rosamaria! Que bom te ler pora aqui de novo. Seja bem vinda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Achei que já era a blogagem coletiva!! Anny, seu filho além de sensibilidade, tem percebção; um olhar atento a tudo que acontece dentro e fora de si. Solidão é sentimento que poucos sabem usufruir. Eu não sou uma pessoa solitária, mas é na solidão que me ajusto, refaço minhas perdas e ganhos, resumindo, me encontro comigo mesma. Eu gosto da solidão por opção. Boa semana! Beijus

    ResponderExcluir
  11. Obrigada pelo comentário Luma. Pois é, ainda não é Dia da Blogagem. Encontrei este livro e meu filho falava tanto nele que resolvi ler. Surpresa, né? E muito boa.Hehehe!
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Muito linda a reflexão. Seu filho deve ser realmente inspirador. E Cecília, bom...é Cecília, sem comentários.
    Gosto muito de ler textos em blogs. Também tenho um, onde posto minhas idéias sobre tudo. Depois vc dá uma conferida: http://ideiasdebarbara.blogspot.com

    Bjs

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...