sábado, 15 de novembro de 2008

Uma tristeza...


Hoje fiquei com muita vontade de escrever. Escrever me organiza, me dá uma direção. Fazia isto todos os dias num Diário. Hoje evito escrever em papel. Os meus desenhos já são uma culpa meio grande que tenho de lidar. E não tenho como evitar. Como desenhar sem fazer rascunho? Sem errar? Impossível. Então melhor aceitar isto numa boa. Num ato inevitável. Então aqui estou Tomando uma direção que ainda não sei onde vai dar, quer dizer, ainda são só palavras que expressam a minha vontade de estar de bem comigo mesma, dar boas risadas e ver o mundo menos cinza. O mundo menos cinza? E o sol lindo que está lá fora? Posso ver o mar pela fresta da minha janela. Pois é. Estar de bem com a gente mesma é um exercício. Um exercício diário e ininterrupto. Mesmo quando estamos doentes. E hoje estou triste. Não sei exatamente o motivo. Tenho uma suspeita. Penso que todo ser humano tem seu dia de tristeza. Tristeza que pode ser desabafada escrevendo, chorando. Ou escondida por trás de enormes gargalhadas. Ah, uma boa idéia. Combina comigo. Com meu jeito de ser. Mas por que esta vontade imensa de chorar? De tomar um banho e deixar as lágrimas correrem livremente com a água que escorre do chuveiro. Só esta imagem me faz ficar mais triste ainda. Ai, ai! Que toda a minha dor tenha passado quando chegar o final do texto. Mas é assim mesmo. Melhor aceitar isto como “Uma nuvem passageira...” Um pedaço de canção que me lembrei, ao fazer minha caminhada pela manhã. Minhas amigas deram risadas porque foi ela que todas nós lembramos de cantar.
Esta foto foi tirada da minha janela, de onde olhei pela fresta da cortina, para saber como estava o dia hoje...

3 comentários:

  1. Está um dia muito lindo e não estou mais triste.

    ResponderExcluir
  2. Oi Milton. Obrigada pelo comentário.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...