terça-feira, 20 de novembro de 2007

Meu canto no mundo...

http://bloguncovering.org/archives/2005/09bruce_goff.html

Uma das melhores coisas que já li, foi como imaginar um lugar para morar e "morar" mesmo. A descrição era tão perfeita, que as possoas pediam para trabalhar lá. Desde então, procuro um lugar deste. Já tive uma casa nas montanhas, com riozinho e tudo. O lugar era meio frio. Então a casa tinha lareira. Para falar a verdade completa, quem fez a planta da casa, foi o meu filho que é arquiteto. Ele sabe que gosto de porão e sótão então projetou uma casa perfeita, onde passamos uma boa temporada morando. Hoje moro numa casinha pequena e confortável. Fica perto de uma reserva florestal. Escolhi este local porque nada como estar perto da natureza e sentir o cheiro de mato,ao levantar pela manhã. E tem mais uma qualidade, que é ficar perto da cidade. Assim, passo meus fins de semana e feriados. Foi a melhor coisa que fiz em minha vida porque ter um lugar onde posso ter minha hortinha, meu jardim e meu pomar é tudo que planejei pra ter o meu canto no mundo.
Fico imaginando a minha vó escutando os meus planos. Ela morava numa roça, que é como chamamos em Minas Gerais, e detestava. Vivia dando indireta para meu avô comprar uma csa na cidade. A até que conseguiu. Foi morar na cidade e minha avó adorava. Tudo que ela desejava. E tudo que detestei. Ah, como gostava quando chegava dezembro. Férias e tempo de passar acordando cedo e explorando cantos ainda desconhecidos da roça da minha avó. A roça foi vendida. Fiquei tão triste! Passados muitos anos, resolvi voltar ao local. Foi muito ruim. O lugar que estivemos quando criança, tem outra dimensão, quando adulto. Não devia ter voltado. Meu lugar de devaneio foi destruido com um só olhar. E agora aprendi. Se tem um lugar onde tive boas lembranças, fui feliz, vai ficar lá. Intocado. Bom para ser lembrado. Sem essa de querer voltar ao lugar pra ter os mesmos sentimentos. Isto não existe. Somos diferentes a cada instante de nossas vidas. E é por isso, que reler um livro tem sempre uma pontinha de decepção.

6 comentários:

  1. Deixa eu ficar um tempinho nessa casinha??? prometo cuidar da horta...
    Amei...

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá Anna. Obrigado pelo seu comentário sobre o caso do cozinheiro despedido. Quanto aos mails que recebe isso deve ser porque quando comenta recebe automaticamente no seu correio os comentários que se seguem. É uma forma de ter feedback ao que escreveu. Se não quiser receber mais basta que, quando comentar, tire o visto da caixa de confirmação "comentário".
    Ah, já agora: a imagem que ilustra o seu post é de uma obra do arquitecto americano Bruce Goff.

    obvious

    ResponderExcluir
  3. Gente! Nem posso acreditar. Obvius aqui no Blog Linha... Tudo de bom. Estava vindo pra cá, explicar como comentar. Sem colocar Anônimo... e olha o que vejo por aqui. Obrigada pela visita.
    Até mais. Apareça sempre.

    ResponderExcluir
  4. Querida Lídice:
    Aqui vai uma instrução pra vc comentar se quiser(lógico)rs!
    1- Clicar em comentário e chegar aqui
    2- Clicar em outro e colocar seu nome ou seu apelido.
    3- Clicar em publicar comentário ou
    4- Visualizar.Mas não é preciso.
    5- Publicar comentário.
    6- Apreça sempre que quiser. Até pra deixar um recado.
    7-Bjosssssssssss!

    ResponderExcluir
  5. Ola, Anny, prazer estar aqui. :)
    Vc disse tudo: "Somos diferentes a cada instante".

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Palpi, pela visita. É sempre bem vinda aqui.
    Bjos

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...