quinta-feira, 23 de abril de 2009

O que nos faz gostar de um livro?


O que nos faz gostar de um livro?
Este é um assunto que sempre me intrigou. Como isto acontece e por que?
No livro de Rubem Alves, “O sapo que queria ser príncipe” ele dá uma resposta que me agradou muito. E que inclusive pode não ser a sua. “Livros são espelhos. Gostamos de um livro não por causa de eventuais informações que ele nos passe, mas porque nos vemos refletidos neles. A literatura é um caminho transversal para incursões no inconsciente.”
Penso que esta resposta é fantástica. Com tudo que ela insinua ou diz claramente. Claro que no livro ele explica com detalhes e não vem ao caso agora. Não vou viajar nesta resposta, mas que dá vontade, isto é inegável.
Tenho algumas coisas ou detalhes que me fazem escolher um livro. Por exemplo, se na sua capa há uma aquarela. Posso nem comprar, mas paro para admirar, já que amo aquarelas. Uma outra capa que chama a minha atenção são os desenhos abstratos e suas cores fortes. Então a gente se revela ao escolher um livro, seja pela capa ou pelo conteúdo. Uma pedaço do que temos por dentro é demonstrado por estas e olha que não tinha reparado nisto.
O interessante também, é observar o que os filhos da gente gostam. Impressionante as diferenças. Decididamente, esta é uma mostra de que não olhamos para o mesmo lugar no horizonte. Embora nossos valore sejam parecidos, jamais serão iguais. Eles têm seus espelhos particulares e precisam ser respeitados e valorizados em suas individualidades.
O livro ainda não acabou e tenho certeza que vou aprender muito mais. Obrigada Rubem Alves. Estou amando ler você...

12 comentários:

  1. O Rubem é a maior mistura de ternura e inteligência que eu conheço!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Clarinha:
    Estou no maior encantamento com este livro. Claro que é isto mesmo. O que nos faz gostar de um livro é que ele é nosso espelho.
    Simples assim...
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  3. Não se gosta daquilo que se desconhece, por isso a curiosidade pode ser o primeiro impulso para a escolha de um livro, mas gostar é que são elas!
    Se a sessenta anos os livros eram o único entretenimento e as massas liam folhetins policiais, mistérios e assassinatos, os verdadeiros leitores liam Shakespeare e tals, a mesma coisa acontece hoje, somente os verdadeiros leitores lêem livros bons, o resto só lê futilidades e os livros neste quesito também cumprem o seu papel, alguns livros estão cheios de futilidades e nos ocupam apenas o tempo, não a cabeça. Não é o caso de Rubem Alves, certamente! Mas eu diria que as futilidades também possuem finalidade. Beijus

    ResponderExcluir
  4. Sempre folheio os recomendados pela crítica
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Muito simples: o que nos faz gostar de um livro é a verdade que ele transmite e a identificação que provoca. Rubem Alves está coberto de razão, como não poderia deixar de ser.

    ResponderExcluir
  6. Sim, quando eu me vejo numa história tenho mais prazer em le-la. Releio várias vezes e sempre me busco sob diversos prismas. Gostei de saber o porquê. Bjkª. Elza

    ResponderExcluir
  7. Luma:
    Você gosta de espelho?
    Penso que todo ser humano gosta de um espelho. E é neste sentido que Rubem Alves discorre. O que nos faz gostar do livro é ele ser parecido com a gente. Porque gostamos de um espelho. Gostamos de algo que se pareça com a fente. Eu não sabia disto e fiquei maravilhada com as explicações do autor. Você pode não concordar, mas há de convir que é uma tese muito boa.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  8. Milton:
    E se vc gostar do que está lendo? O que este livro tem que te faz amar o livro?
    Segundo R.A. é ele ser parecido com a gente. Isto é, ser um espelho da gente. Certo?
    Obrigada pelo comentário.
    Bjs.
    Anny.

    ResponderExcluir
  9. Kovacs:
    Adorei o que R.A. disse porque segundo a opinião dele, o livro se parece com a gente. Este grau de identificação, por ser um espelho de nós mesmos, faz com que gostemos dos livros. Então fiquei pensando que se vc der uma lista de livros que vc gosta ela se torna uma forma de conhecer um pouco de vc...
    Obrigada pelo comentário.
    Bjs.
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Elza:
    Pois é isto mesmo. Bom saber disto, né?
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  11. O que me atrai inicialmente em um livro é o que a Luma falou: a curiosidade! Eu sou uma pessoa muito, muito curiosa!!!! risos...
    Nesse momento: o da escolha, eu sou completamente sensorial!!! Cor, textura, foto, desenho, diagramação..eheheh E, às vezes, nada disso é necessário: só as palavras, por si só, na capa, me atraem... Se depois vou continuar ou não interessada, aí é outra história... Confesso que tenho compulsão por livros... O problema é que compro numa velocidade maior do que a que levo para os ler..ehehe
    http://twitter.com/Popysp

    ResponderExcluir
  12. Popys:
    Curiosidade é para saber o que tem dentro. E depois de ler?
    Ele precisa parecer com a gente. Precisa ser nosso spelho pra gente se ver nele. Foi neste sentido.
    Beijos e obrigada pelo comentário.

    Anny.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...