terça-feira, 14 de abril de 2009

Você é aquilo que faz?...


Você é aquilo que faz?...

Não sei como encara ou pensa sobre este assunto, porque o ser humano tem mania de etiquetar dizendo que é para melhor compreender o mundo, as pessoas, os bichos e coisa e tal. Então se você desenha é desenhista, se você escreve é escritor, se faz projetos é projetista, se dá aula é professor e por aí vai sendo classificado, etiquetado, julgado e de todas as formas possíveis e imaginárias.
Achei interessante escrever sobre este assunto porque se é para compreender que esta divisão acontece, fica complicado quando uma pessoa faz mais de uma coisa certo? E não penso que isto te dá uma chance de acertar alguma sobre a pessoa. Por exemplo, Carlos Drummond de Andrade, era funcionário público. Isto dizia ou o classificava como poeta? O ser humano é mais do que etiquetas e classificações. Por isto, quando uma a miga minha me contou a sua resposta ao famoso questionamento: “Qual a sua profissão?” Ela respondeu: “Dona de casa.” Ah, uma resposta inteligente que até então não tinha pensado nela. Uma dona de casa pode ser desenhista, cozinheira, doceira, jardineira, jornalista, arquiteta, engenheira, advogada, escritora, designer, motorista,fotógrafa e mais alguma coisa que não me lembrei agora. Ah, mas que multiplicidade de coisas uma mulher pode esconder ou disfarçar apenas dizer com: “Sou dona de casa.” E você não precisa de dizer mais nada. Não precisa de entrar em maiores detalhes. E quer saber? Não fomos ensinadas a valorizar esta “profissão” que está implícita no fato de ser mulher. Ficava muito zangada quando isto era subtendido. Só valorizei ao compreender a resposta da minha amiga. Ela se aposentou e agora tem orgulho de dizer: “Sou dona de casa” Esta “profissão” pode até ter aposentadoria mas é sempre um valor a mais. Indica tudo que fazemos durante toda nossa vida. Dia após dia. E nunca paramos para pensar nisto. Uma das boas coisas de ser mulher...

19 comentários:

  1. Anny,
    Sim!!!!! O ser humano é mais do que etiquetas e rótulos!!!!
    beijinhos,
    Cássia

    http://twitter.com/Popysp

    ResponderExcluir
  2. nunca tinha visto por esse lado, das coisas que se pode esconder por tras de um simples 'dona de casa', muito bom.
    ;*

    ResponderExcluir
  3. Além de quem escreve ser escritor...desenhar ser desenhista e etc... Cada um é um ser...um ser humano...uma alma...uma vida!
    Somos o que fazemos e o que pensamos!...
    Adorei o post...

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Anny, muito bom o teu post, há pouco me desculpei pela ausência nos blogs de amigos, dizendo: a vida de mãe,esposa,estudante, profissional, blogueira e dona de casa, está complicada...poderia ter simplificado não?
    beijinho

    ResponderExcluir
  5. Eu sou aquilo que eu vivo: Sou Dona de casa sim e não tenho vergonha de dizer isso prá ninguém...
    Mas também sou poetiza e contista...
    Amei o post...
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Então, sou mais uma dona de casa e não me envergonho de dizê-lo, aliás adoro ser!
    bjs cariocas

    ResponderExcluir
  7. Ela também poderia se dizer: Sou dona de mim mesma. Teria o mesmo efeito, e um impacto muito maior, faria o interlocutor parar ....e
    pensar a respeito da resposta.
    Se bem, que atualmente, qualquer resposta por mais diferente que seja, não gera muita repercussão.
    A classificação é de certa forma, aniquiladora e reducionista.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. sou jornalista e designer além de fotógrafa.mas ainda não assumi este cargo de dona de casa pq ainda não tenho os requisitos básicos para isto.rsssss!um dia quem sabe?eheheh!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Cássia:
    Sim, o ser humano é muito mais do que etiquetas e rótulos. Pelo menos alguns têm coragem para isto.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos>
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Cindy:
    Pois é, foram estas possibilidades que comecei a valorizar. Porque até então, ser considerada uma "dona de casa" era uma situação desabonadora para qualquer mulher. Mas não precisamos disto. Este é o nosso lado B. O lado que pode não ser aparente, mas nos faz forte e decididas em nossas decisões. Concorda? É o nosso pé no chão para começar tudo de novo, se for necessário.
    Obrigada pelo comentário e pela visita.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  11. Carmem:
    Isto mesmo! Somos o que fazemos e pensamos.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  12. Slívia:
    Na verdade, temos atribuições demais. Além da nossa conta. Então cabe a nós dizer a nós mesmos isto. Uma conversa em particular para melhorar a situção. Exigimos demais de nós mesmos. E se não damos conta, ficamos nos sentindo culpadas.É sempre assim. Bem que poderia ser mais simples se cada um fisesse a sua parte, né?
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  13. Cristiane:
    Pois é. Esta foi uma escolha que me dei. Estar dona de casa, não sinifica ser. Pode mudar a qualquer hora. Uma fase que pode ser temporária se queremos, não é mesmo?
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  14. Mylla:
    Foi para valorisar um termo que muitas vezes temos vergonha.
    Não fomos ensinadas a gosrar dele. Certo?
    Mas ele é a base para que possamos começar em qualquer ponto que paramos ou interrompemos.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  15. Beth:
    Pois é. As mulheres se envergonham de serem consideradass donas de casa. Mas elas não sabem que é aí que mora o nosso poder. Hehe!
    Beijos.
    Obrigada pelo comentário.
    Anny.

    ResponderExcluir
  16. Djabal:
    Esqueci deste detalhe. Valeu pela observação. Amei. Vale um texto sobre o assnto.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  17. Léslie:
    Você é uma mulher completa. O ser dona de casa já vem implicito no fato de ser mulher. É a sua "arma secreta, é o seu lado B.
    Parabéns por tudo que aprendeu e que está desnvolvendo com o corrrer do tempo.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  18. Anny, eu sempre batalho por isso. O que sou hoje não, necessariamente, será o mesmo de amanhã. Hoje sou loira e amanhã ruiva ... Hoje sou do lar, amanhã ... rica, ... quem sabe. Quem eu sou é muito mais interressante não é? Bjkª. Elza

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...