quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Como é fácil...


“Como é fácil esquecer que sob as palavras e textos com os quais convivemos diariamente, há pessoas.”
Esta é uma verdade. E esquecemos de maneira mais corriqueira. Fazendo comentários ou deixando de fazê-los, ignorando... São coisas da convivência humana. Com delicadeza e palavras de incentivo ou não. As atitudes são repetidas no ambiente virtual. Atenção, isto não é uma queixa, apenas uma constatação.

No domingo passado, conversei com minha amiga Felina pelo MSN. Ela comentou que estava fazendo a receita do feijão carioca. Uma adaptação, porque o feijão que ela gosta é o preto. Bom, não importa isto e sim que era outra maneira de fazer o feijão. Que no caso acrescentando o tomate. Ela dizia “Anny, já estou no 2° prato. Hehe! Fiquei feliz. Pode parecer sem importância, mas gostei por ela ter me informado. Custa? Não. Apenas uma delicadeza. Adorei. Ela é mesmo muito especial. Obrigada Felina! Esta é a parte boa. Muito boa. São as diversidades. Com elas aprendemos muito sobre nós mesmos e sobre o outro. Como o ser humano costuma avaliar tudo que está ao seu redor, faz isto com tudo. Com gatos, cachorros e pessoas. Bom ou ruim? Na minha opinião, nem sempre acertada. Ás vezes, compreendi mal a atitude da pessoa e acabo fazendo indelicadezas. Então, todo cuidado é pouco com minhas atitudes: palavras ou omissão delas. Viver fica muito melhor se distribuo palavras de incentivo. Seja no mundo virtual ou não. Um elogio faz muito bem a quem recebe e a quem faz. Uma troca. Um tipo de diálogo diferente. Aconchegante, como um perfume preferido, um cheiro de bolo, pão recém assado. Um café quentinho ou um chá. Estas coisas que sentimos quando percebemos um fio de amizade por aí...

“A poesia é uma explicação do mundo.”

O Fotógrafo

Difícil fotografar o silêncio.
Entretanto tentei. Eu conto:
Madrugada a minha aldeia estava morta.
Não se ouvia um barulho, ninguém passava entre
as casas.
Eu estava saindo de uma festa.
Eram quase quatro da manhã.
Ia o silêncio pela rua carregando um bêbado.
Preparei minha máquina.
O silêncio era um carregador?
Estava carregando o bêbado.
Fotografei esse carregador.
Tive outras visões naquela madrugada.
Preparei minha máquina de novo.
Tinha um perfume de jasmim no beiral de um sobrado.
Fotografei o perfume.
Vi uma lesma pregada na existência mais do que na
pedra.
Fotografei a existência dela.
Vi ainda um azul-perdão no olho de um mendigo.
Fotografei o perdão.
Olhei uma paisagem velha a desabar sobre uma casa.
Fotografei o sobre.
Foi difícil fotografar o sobre.
Por fim eu enxerguei a Nuvem de calça.
Representou para mim que ela andava na aldeia de
Braços com Maiakovski – seu criador.
Fotografei a Nuvem de calça e o poeta.
Ninguém outro poeta no mundo faria uma roupa
Mais justa para cobrir sua noiva.
A foto saiu legal.

Manoel de Barros
Ensaios Fotográficos.

A poesia pode mesmo ser uma explicação do mundo. Por que não?

12 comentários:

  1. Bom dia comentaristas queridos!
    Estou sempre me lembrando de vocês. Fazem parte da minha vida agora e eu adoro isto.
    Beijos para todos.
    Sejam bem vindos!
    Anny.

    ResponderExcluir
  2. ANNY
    Lindo este poema de Manoel de Barros sobre o FOTÓGRAFO.
    Acontece que também eu gosto muito de fotografar o silêncio!
    Parabéns
    Bjs
    G.J.

    ResponderExcluir
  3. Falando de comportamento: Ontem fui jantar e correu tudo maravilhosamente bem. Comida farta, companhia agradável, papo ameno e poderia descrever uma cena bastante conhecida e até pouco interessante, não fosse a sobremesa.
    Mas, eis que surge um sorvete de goiaba com pimenta ! Jamais experimentaria, pela mistura exótica, apesar de gostar de pimenta, como você já sabe. Porém a sua geléia de pimenta ficou me incentivando o tempo todo. Experimente. Experimente.
    Pronto, experimentei e adorei.
    Passei o dia todo querendo escrever para contar e agradecer a sua inovadora intenção de misturar as linhas e nos dar sempre um bom conselho. E por tudo isso, muito obrigado. Beijos.
    Ps. Sabe que fiquei envergonhado de pedir a receita ? Lamento.

    ResponderExcluir
  4. Gaspar de Jesus!
    Lembrei de vc quando editei o poema. Lindo, né? Também gostei, muito. E fotografar o silêncio é uma imagem poética linda! Que bom que gosta de fazê-lo. Me mande o retrato de presente, que faço um texto cheirando a poessia, so para enfeitá-lo.
    Beijos.
    Anny

    ResponderExcluir
  5. Djabal:
    Tenho uma amiga, que adora descobrir novos sabores. E ela é corajosa. Agora com pimenta, meu amigo, misturo até o que não é para misturar e fica uma delícia.
    Obrigada, pelo comentário. Adorei sua experiência...
    Beijos.
    Anny

    ResponderExcluir
  6. oieeeeeee

    meninaaaaaaaaaa

    olha eu aki!

    demoro + sempre q posso dou uma passadinha basica

    bjooooooooooooos

    feliz 2009 ainda tem 11 meses

    ResponderExcluir
  7. Lendo seu blog, lembrei de te contar uma coisa: Hoje na hora do meu almoço, pedi um prato apimentado e lembrei do seu blog e de vc, por causa do post que dizia que pimenta deixa as pessoas de bom-humor! Hehe!

    =*

    ResponderExcluir
  8. Daiazinha:
    -Qual a melhor parte do dia?
    -Ah, quando recebo um comentário assim como o seu e Djabal. Terem se lembrado de mim quando comem pimenta.Mmmm!
    Delícia. Obrigada meninos e meninas!
    Pode ter lembrança mais quente e carinhosa do que esta?
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  9. Agora tenho certeza, sim;
    Os artistas säo aquelas pessoas que conseguen explicar o mundo na perfecçäo com argumentos logicamente absurdos.

    ResponderExcluir
  10. Aixa:
    Amo suas conclusões. E sabe de qual a amiga que mencionei"Tenho uma amiga, que adora descobrir novos sabores. E ela é corajosa." no comentário de Djabal?.
    Posso escutar suas risadas. Hehe!
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos,
    Anny

    ResponderExcluir
  11. Seu filho aprendeu fazer um feijäo branco com abóbora suuuuuper gostoso.
    aiXa

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...