segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Pimenta para ficar de bom humor...



Dizem que o tempero baiano tem muita pimenta e o mineiro muito alho. Claro que isto é apenas uma generalização. O que manda mesmo são os detalhes. Quem faz a comida, por exemplo. Sou mineira e gosto muito da comida baiana. Gosto tanto que aprendi a fazer geléia de pimenta-dedo-de-moça. Esta pimenta linda e deliciosa para colocar no molho ou na comida. Ou comer em forma de geléia, no pão ou no queijo.

Amo pimenta. Acabei de fazer uma receita de geléia de pimenta neste instante. Ummm! Delícia... Tem gente que odeia pimenta. Fazer o que? Respeitar as diferenças, porque é através delas que trocamos informações. Sei também que a pimenta estimula o bom humor e na terra em que quase todo mundo gosta de pimenta, tem gente que detesta. Dr Marcio Bontempo, que afirma “As pimentas têm o efeito anestésico, antinflamatório e antibricrobiano, também diminuem a formação de coágulos no sangue e são vasodilatadores. “ Fonte: Bolsa de Mulher. Mais sobre sobre os benefícios da pimenta, só indo lá verificar.

O texto de hoje não tem profundidade. É como uma tábua(link) de trampolim. Você precisa de mergulhar para encontrar o que procura. Não tem nada para ler nas entrelinhas. Nem segundas intenções. É apenas um texto com o objetivo de informar e se você tem curiosidade de saber como modificar seu humor, usando os alimentos certos, precisa e deve navegar onde estão estas informações. Ler, meditar, escolher qual é a melhor opção para você. Tem ainda um outro site: Dra Jocelem Salgado com um artigo “Mitos e verdades sobre alimentação”. E em "Alimentos Saudáveis", tem um texto sobre Pimentas:
"Um ingrediente comum na culinária brasileira, as pimentas temperam muitos alimentos e contêm poucas calorias. O ardor das pimentas vem dos capsaicinóides, substâncias que não têm odor ou sabor mas agem nas células nervosas da boca, causando a sensação de ardência. Os olhos lacrimejam, o nariz escorre e o suor brota. Estes são os efeitos sentidos quando se ingere os tipos mais picantes. Para as pessoas com resfriados ou alergias, comer pimentas pode aliviar temporariamente a congestão nasal. A capsaicina e outros capsaicinóides são concentrados principalmente nas nervuras brancas e nas sementes, que podem ser removidas para produzir um sabor mais suave.

As pimentas são mais nutritivas que os pimentões, e as de tipo vermelho geralmente possuem maior valor nutricional que as verdes. São boas fontes de antioxidantes, especialmente as vitaminas A e C. Apenas 28g de pimenta contêm 70mg de vitamina C, mais que 100% da RDA (Ingestão Dietética Recomendada), bem como cerca de 70% da RDA para vitamina A. As pimentas também contém bioflavonóides, pigmentos vegetais que de acordo com algumas pesquisas podem prevenir contra o câncer. Além disso, algumas pesquisas mais recentes indicam que a capsaicina pode atuar como anticoagulante, prevenindo a formação de coágulos que podem causar ataques cardíacos ou até derrames cerebrais. No entanto, ainda são necessários mais estudos para comprovar tal alegação.

É necessário muito cuidado ao manusear uma pimenta. Para cortar a pimenta vermelha ou remover as sementes e as nervuras brancas, o ideal é utilizar luvas finas e lavar todos os utensílios com água e sabão após o uso. Mesmo uma pequena quantidade de capsaicinóides causa irritação grave ao entrar em contato com os olhos.

Geralmente a pimenta-do-reino em pó é usada como tempero de carnes, aves e peixes, enquanto a pimenta-malagueta e a pimenta-de-cheiro são conservadas em azeite e vinagre.
Ao contrário da crença popular, não há evidência de que a pimenta possa causar úlceras ou produzir outros distúrbios digestivos. Ela pode, entretanto, causar irritação no reto de pessoas com hemorróidas." Autora: Dra Jocelem Salgado. Com os devidos créditos para ela. Uma pesquisadora sobre os efeitos dos alimentos em nosso corpo. E também com vários livros publicados sobre este assunto. Visitem o site.


Queridos leitores e comentaristas, aqui vai um recado: este é apenas um texto. Ele só vai fazer diferença para vocês se assim o desejarem. Como assim? Para saber mais, quer dizer, para saber mais sobre o assunto, precisam visitar o porão(link) e ler, aprender, tirar conclusões e fazer as devidas mudanças. O texto é só uma vaca de acrílico para chamar sua atenção sobre o assunto: Humor. “Somos aquilo que comemos”. Ou ainda resta dúvidas?...

13 comentários:

  1. No site de dra Jocelem Ver em ALimentação Saudável. Tem uma matéria sobre pimenta.

    ResponderExcluir
  2. Vou comentar apenas uma coisa: AMO pimenta! Amo de paixão! Hahahaha! As pessoas até me olham torto quando como... acham que sou doida! Huahauaha!

    =*

    ResponderExcluir
  3. Daia:
    Eu tinha quase certeza de que você amava pimenta. Hehe!
    Experimente fazer a geléia então. Vai começar a dar de presente e a dizer para todo mundo que é uma delícia e é mesmo. Ai,ai!
    Beijos,
    Anny

    ResponderExcluir
  4. Anny, eu não sou apreciadora de pimenta. O gosto forte e ardido não me apraz. O máximo que usei, durante minha vida, foram algumas gotinhas de tabasco num prato com muito molho, só para perfumar. Todavia, acabei por comprar geleia de pimenta depois de ler vc e, GOSTEI! Aprendi a usar geléia com queijos, mas fiquei nesses experiências. Logo, Anny é formadora de paladares, visse? Bjkª estalada. Elza

    ResponderExcluir
  5. Eu aprendi comer pimenta olhando.
    É,olhando. Os outros comerem, se regalarem de alegria. Pensei, não é possível, isso deve mesmo ser bom. Experimentei.
    Hoje não consigo comer sem adicionar um pouquinho que seja. É bom, é saudável e tem vitamina C. É como dizer que o pecado da gula não é pecado é um bocado bom pra saúde. Parabéns pelo texto prancha de piscina.(rsrsrs) Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Sou antenada em poesia (não por acaso, trabalho como assistente editorial do poeta Ulisses Tavares, conhece?), visitei seu blog e gostei muito.

    Olha, se puder, dá um toque para seus blogueiros e amigos olharem o site que gerencio:

    www.ulissestavares.com.br

    Sempre tem poesia nova lá e os visitantes concorrem a um livro autografado toda semana.

    Sem burocracia e sem despesa alguma. Basta clicar no site, enviar um e-mail e concorrer.

    Grande beijo e continue no caminho da poesia que o mundo precisa disso,

    ResponderExcluir
  7. Anny vim retribuir a visita e dizer que amei tei Blog...quando crescer quero ser igual a ti..rsrsrsrs foi um prazer enorme ter tua visita no Perelecas, realmente foi uma gentileza e uma delicadeza sem tamanho a Martha indicar meu Blog, ela é fantástica...Eu estou engatinahndo na Arte de escrever, passei um 2008 que se pudesse varreria do mapa este ano, passei por provações uma atrás da outra, e foi escrevendo que descobri que conseguia aliviar um pouco as dores, e não é que peguei gosto pela coisa! Tenho relatado muitas coisas, algumas não são de minha autoria, mas tudo que acho interessante coloco aqui, Sempre que tu puder passa por aqui, e dá uma bisbilhotada, o pior que pode acontecer é tu te finar de rir de alguma piada, pois eu coloco algumas tambem...Se tu me permite indicar, vai nas postagens mais antigas e olha: BRIDGET JONES DOS PAMPAS, tu vai acabar conhecendo melhor como tudo começou...
    Beijos miguxa
    Silvana

    ResponderExcluir
  8. Elza:
    Obrigada pelo comentário. Ah, mas pimenta é muito bom. E é viciante, começou? Não consegue mais parar. Ainda bem que é um vício do bem. Não é mesmo?
    Beijos,
    Anny

    ResponderExcluir
  9. Djabal:
    Pimenta é assim mesmo. Você experimenta e nâo consegue mais parar. É viciiante.Rs! Ainda bem que é um vício do bem.
    Obrigada pelo comentário. Gostou de como usei a imagem da prancha?Rs! Deu para entender? Espero que sim.
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Natália:
    Obrigada pelo comentário. Um pouco de poesia na pimenta. Hehe!
    Até mais!

    ResponderExcluir
  11. Silvana:
    Que bom receber você por aqui.
    Vou colocar seu link no blog Linha, assim sempre voupoder te ver.
    Obrigada pelo comentário. Adoro Marta. E com certeza, vou gostar de você.
    Beijos, apareça sempre!
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  12. Eu adoro pimenta, e só faz bem.
    Pimenta não faz mal ao estômago - SUPERINTERESSANTE

    Médicos americanos descobriram que refeições apimentadas não provocaram nenhum dano aos voluntários que as comeram.
    Será que um prato temperado com muita pimenta, além de arder na boca, irrita o estômago? Aparentemente, não. Com a ajuda de um endoscópio - um finíssimo tubo introduzido pela garganta para visualizar o aparelho digestivo -, médicos americanos examinaram doze voluntários após uma refeição bastante apimentada. E não descobriram nada de errado. Depois, pulverizaram molho de pimenta e extrato de pimenta pura diretamente na parede do estômago. Apenas o molho provocou a vermelhidão típica do estômago inflamado. Isso por conter ácido acético, ou vinagre, esta sim uma substância irritante. Segundo o gastroenterologista Moacir de Pádua Vilela, da Escola Paulista de Medicina, o único tipo de pimenta capaz de provocar gastrite é a pimenta-do-reino. "As outras até deveriam ser mais consumidas", aconselha, "porque, além de não fazerem mal, contêm substâncias que ajudam a prevenir doenças vasculares."

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...