segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

É sempre possível...


É sempre possível...
Errar o caminho, não ser compreendido, amar sem ser amado, ficar doente...
Cada uma destas situações é privilégio de quem está vivo.
Errar um caminho, não precisa ser uma situação ruim. Podemos aprender alguma coisa com ela. Refazer este caminho pode ser ma oportunidade de observar detalhes esquecidos na pressa de chegar.
Não ser entendido? Uma outra chance de reescrever o texto. Usando menos palavras ou sendo mais resumido. Mais claro em meus objetivos.
Errar o desenho?
Fazer de novo. E de novo. Só a repetição pode levar a certeza de estar perto da perfeição. De que estou no caminho certo.
É assim com a dança, música. Repetições intermináveis, para produzir belos espetáculos. Que tiveram antes de serem feitos, os ensaios...
Então compreender que errar faz parte do aprendizado é um passo para que não tenhamos mais medo dele. “Só não erra quem não faz.” Escutei há muito tempo um carpinteiro dizer. Ele sabia do que estava falando. Mas o pavor de errar pode mesmo travar minha ação. O remédio? Dizer o mantra aprendido. Até que ele fique internalizado.
Tem mais uma palavra que assombra. Nem sei se já aprendi a lidar com ela. Talvez não.
Perder. Você sabe perder? Acho que é muito difícil lidar com a perda. Seja ela qual for.
Vamos para situação mais simples. Perder dinheiro. Muito ruim. Posso levar para outro lado. “Ah, não era mesmo para ter isto agora.” Uma estratégia para não ficar me sentindo tão mal e tão impotente. Gente, e perder chave? Situação mais chata e desconfortável. Já aconteceu comigo. Na porta e o vento bateu. Fiquei olhando a porta como se ela pudesse me dar alguma resposta. Rs! Hora de rir ao lembrar da situação. E do maior alívio ao ver a porta aberta. Mesmo que o dinheiro pago por isto tenha sido um pouco mais do que o necessário. Na minha opinião e não na do chaveiro. Mas é mesmo desagradável. Não devia existir. E não recomendo. Prestem bastante atenção aos imprevistos. Ai, ai! Se isto valer de alguma coisa. Mas enfim. Pode ser que você anda muito distraído(a) e um vento arrasar seu bom humor...

Agora quero agradecer os selos mandados pelas amigas e comentaristas do coração:
Felina, Sabrina, Cristiane,Daiazinha, Bento Cruz.
Assim fica aqui o meu agradecimentoz, pela delicadeza de se lembrarem do Blog Linha para ser premiado com um selo, mais uma vez. Beijos. Anny.

11 comentários:

  1. Ficar presa no banheiro do escritório por quase 20 minutos. Como aconteceu comigo exatamente hoje a tarde, muito chato, e o mais grave, sem celular, e sem nadinha pra ler, nem mesmo a embalagem do papel higiênico... Depois que passou, ri muito, temos que instituir interfone no banheiro. rsrsrsr
    Agradável o texzto Anny
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Sílvia:
    Esta foi demais. O ruim é que estes banheiros são minúculos. Então nem tem lugar para pendurar a bolsa. Lá vamos nòs. Ficar presa em banheiro. Que sufoco. O bom é que nada é para sempre. A saída é um alívio e as risadas são para vingar da ssituaçãa.
    Hehe!
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  3. AnnY
    Grato pela visita, estou a desejar-lhe uma excelente semana.
    Bjs
    G.J.

    ResponderExcluir
  4. Gaspar:
    Uma visitinha rápida hem?
    Obrigada pela visita.
    Bjs,
    Anny

    ResponderExcluir
  5. Vc é iluminada, sabia? Obrigada. Bjkª. Elza

    ResponderExcluir
  6. Vou emprestar as palavras, a oportunidade e o talento; para sempre ser lembrado: Mário Quintana.
    "A vida é um desses deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
    Quando se vê, já são seis horas: há tempo...
    Quando se vê, já é sexta - feira...
    Quando se vê, passaram sessenta anos...
    Agora, é tarde demais para ser reprovado...
    E se me dessem -um dia- uma outra oportunidade,

    eu nem olhava o relógio,
    seguia sempre, sempre em frente...

    E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas."

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Elza:
    Obrigada pela gentileza em seu comentário. Talvez eu seja uma boa observadora. Acho que todos nós possuiímos respostas para nossos problemas. Umas dão certo outras não. Aprendemos por tentativas e erros. E qual o problema de não estar sempre certa? Podemos aprender com os erros também. O ruim é que quase nunca percebemos isto. Não é mesmo?
    Uma boa semana!
    Beijos.
    Anny

    ResponderExcluir
  8. Elza:
    Desculpe! Respondi como se estivesse no meu blog de desenho. E por falar nisto, como já está desenhando a vida? Sempre é hora de começar.
    Beijos,
    Anny

    ResponderExcluir
  9. Cristiane:
    Bom dia! Obrigada pelo comentário e pelo elogio. Espero que tenha gostado do que escrevi. Beijos,
    Anny

    ResponderExcluir
  10. Djabal:
    Obrigada pelo poema de Mário Quintana. Adoro! De manhã, então! Um presentaço.
    Um bom dia e "E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas."
    Obrigada, obrigada.
    beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...