sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Estar bem...


Estar bem...
Não é preciso ter companhia para estar bem. Mas a maioria das pessoas pensam que sim. Sabe aquela conversa antiga de que “ruim com ele pior sem”? Também já foi minha crença. Paguei caro por isto. Ainda bem que não sou a mesma de ontem nem serei a mesma amanhã. Amém!
Acredito para estar bem é preciso estar de bem comigo mesma e com a minha galera interna. Fácil conseguir isto? Não. Tem receita? Não. Tem maneiras de facilitar o estar bem? Não tem receitas e sim um interesse sobre este assunto vai ajudar. Você vai experimentar: rezar, meditar, ler, fazer um livro, trocar o tipo de alimentação, parar de comer carne, usar a cromoterapia, a dança, fazer uma terapia, etc. Porque isto significa que está seguindo o seu próprio rastro. Está em busca de si mesmo. Esta na trilha certa e quando isto acontece, aquela gostosa sensação de caber dentro de sua própria pele.? Está acontecendo. Umm! Só quem já foi que nem cascavel,(um pouco de exagero) para dar ênfase. Sabe como é? Mudar para agradar o outro e até você mesmo. Mudança pelo lado de fora. Enquanto a sua casinha particular está em desordem. Suja, com comidas estragadas na geladeira. Janelas eternamente fechadas. Nenhum ventinho para refrescar. Então já sabe que é preciso prestar mais atenção. Esta metáfora de somos uma casa a ser cuidada é certeira. Em todos os sentidos. Penso que você já sabe disso. Estou apenas recordando o que já viu escrito por aí, mas não guardou. Nem anotou. Mudanças externas não vão fazer você se sentir melhor. E nem vou citar quais, você sabe. A reforma precisa ser interna e só você sabe por onde começar e como começar. E assim que começar já vai ter certeza: é por aqui. Bem na minha frente e não consegui ver. Porque a resposta é a que você tem para fazer isto. Comece. Se não der certo, Faça de outro jeito. A sua resposta é que tem valor. É por ela que seu caminho começa agora...

10 comentários:

  1. Sabe Anny, sou pisciana e muito tímida (as pessoas não acreditam nisso), como todo tímido, criei um forma de contato com outras pessoas que é ser muito falante, mas isto cansa, já que não é o meu eu total, então preciso ter um tempo para ficar sozinha e recarregar as baterias, rearrumar os armários internos, jogar fora o lixo, mas como toda pisciana adoro meus amigos, tenho amizades com pessoas desde os meus 9 anos de idade, ou seja a 30 anos somos amigos, mas estes também são poucos, já que gosto de honestidade e nem todo mundo aceita isso.
    Acho muito necessário esse tempo.
    bjks

    ResponderExcluir
  2. Ai ai... hoje estou numa fase de autocontrole incrível. É um dia difícil onde estou comigo mesma, apenas tentando manter o controle e tornar as horas o mais agradáveis possível...

    Preciso de tempo, ao menos para organizar os pensamentos!

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Cristiane:
    Penso que todos precisamos desse tempo. Para acreditar na gente mesmo também é preciso de um tempo, porque não é o que ouvimos muito por aí. E o interessante que você falou sobre uma forma que desenvolveu para ter contato com o mundo: ser falante. Uma espécie de barreira para esconder a timidez. Ontem vi uma entrevista com o Adney, do programa 15 minutos, na MTV brasileira. Ele é tímido. E se protege atrás do humorismo, que ele cahama de muralha. Nunca iria saber disto se não tivesse ouvido dele mesmo. Mas é assim inventamos formas de entrar em contato com mundo que é ao mesmo tempo uma autoproteção.
    Obrigada pelo comentário. Conheceendo um pouco mais de você.
    Um bom fim de semana.
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  4. Daizinha:
    Penso que tudo preciamos na vida é ter um tempo pra gente mesmo. Prestar atenção no queestamos fazendo. Muitas vezes nos prejudicamos por causa disso. Estamos focadas no outro e agente mesma passa batida.
    Espero que já esteja melhor quando comentar de novo.
    Boa sorte e um bom fim de semana.
    Beijos,
    Anny.
    Ah, fiz o Fui lá na Esrela Guia.
    Adorei.

    ResponderExcluir
  5. Bela injeção de ânimo, amiga!
    Eu, tal qual você e a Cris, sou falante e expansiva, mas também gosto de meus momentos sozinha e preciso muito disso. Cultivo, com prazer, momentos de solidão!
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  6. Beth/Lilás:
    Pois é. Todos nós nos refazemos na solidão. Precisamos dela.
    Não sei como foi que aprendemos um montão de coisas erradas e depois passamos a vida a consertá-las. Ainda bem que acordamos a tempo. Pior é quem nunca acorda.
    Obrigada pelo comentário.
    Beijos mineiros,
    e bom fim de semana!
    Anny.

    ResponderExcluir
  7. Anny, lindo texto.. sábias palavras!
    Em algum momento temos que começar né? Nossa companhia é agradável demais.. a gente é que esquece disso.
    Certa vez assisti a uma peça em que a personagem dizia algo mais ou menos assim: " companhia é ilusão passageira, o que vale mesmo é o encontro com o sozinho". E é mesmo.. mais cedo ou mais tarde precisamos estar só e contar com a gente mesmo!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Eu, como você soube hoje (vídeo) tenho os meus momentos de tempestades e de águas calmas, mas a cada dia que passa, o "mar de almirante" é mais constante, creio que as "faxinas" internas tem sido mais intensas, acho que estou amadurecendo...rs

    ResponderExcluir
  9. Sabrina:
    Tem muita gente que teme a solidão. Não sabe o que fazer com ela. Se soubermos preenchê-la e dar um objetivo a esta solidão, jamais seremos sozinhos.
    Obrigada pelo seu comentário.
    Boa semana.
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Uma das boas coisas do amadurecimento é este bem estar cada vez maior que vamos aprendendo a nos proporcinar.
    Devagar vamoa arrumando a casa para morar em paz.
    Obrigada pelo comentário.
    Boa semana.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...