terça-feira, 17 de março de 2009

Para ser feliz...


Para ser feliz...
Ah, mas para ser feliz cheguei à conclusão que preciso inventar todos os dias um jeito, uma forma para que me sinta bem, vestindo o meu próprio corpo. Porque tem dias que ele fala demais, pensa demais, escreve o que não precisa. Isto é, tropeça em suas próprias palavras e fica se sentindo mal. Claro, sentir-se bem todos dias consigo mesmo, é um objetivo que muitas vezes não alcançamos. E isto nos torna infeliz, para baixo. Por este motivo invento todos os dias uma forma de ser feliz. Pode ser ouvindo uma música, vendo fotos que me fazem viajar sem sair do lugar. Cantar uma música, ler um poema. Escrever um texto. Melhor ainda, ler um livro. E fiquei pensando num assunto: por que não sabemos escutar? Ler um livro nos faz aprender a escutar. Enquanto lemos estamos escutando e lendo atentamente o que os personagens. Então é isto. Prestar atenção no outro. No mundo, no livro. Me faz sair do meu mundo e ouvir o que o outro tem para dizer. Quem sabe assim encontrar as respostas para as perguntas que tenho. E a humildade para reconhecer que não sei tudo. Que estou sempre pronta para aprender. E pode ser que não aprenda na primeira nem na segunda tentativa. Quem sabe na quarta ou na quinta. Nunca coloco limite de tempo para a minha aprendizagem. Foi uma das formas que aprendi para não me fazer infeliz. Neste mundo do “tudo é para ontem”. Não para mim que tenho o meu próprio tempo. Meu tempo de ser feliz...

11 comentários:

  1. Desejo à você todo tempo e muita, muita felicidade mesmo.

    beijinho

    ResponderExcluir
  2. Sílvia:
    Obrigada lndinha!
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  3. Anny a gente precisa tentar deixar de sermos tão exigentes e deixar fuir as coisas.

    bj

    ResponderExcluir
  4. Milton:
    Concordo com você. Obrigada pelo comentário.
    Beijos.
    Anny.

    ResponderExcluir
  5. Para ser feliz não é preciso muito... apenas um pouco de humildade no coração e deixar de sufocar os outros e a si mesmo! Apenas deixe fluir e determine o seu próprio tempo de aprendizagem!!! Bonito texto...
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pela gentileza! :)

    Estou refletindo sobre a felicidade, com base no seu texto, belo aprendizado!

    Um abraço, com carinho.

    ResponderExcluir
  7. Você escreveu e faz uma coisa raríssima nos dias de hoje: Ouve.
    Ouvir e compreender a posição alheia é de uma generosidade que não se encontra. Todos somos, em determinados momentos, como evangelistas. Queremos ouvir para responder com nossos argumentos ao ponto de vista alheio, e pouco importa que ele não se encaixe. Nós o entortaremos para que ele dê a impressão de caber naquela fala.
    Parece ser a melhor maneira de ser feliz, a de ouvir, acrescentar-se de algo diferente e trocar, compartilhar. Nos sentiremos mais humanos. Demasiadamente humanos. Belo texto. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Mylla:
    Obrigada pelo comentário e pelo elogio.
    BjosAtémais!
    Anny

    ResponderExcluir
  9. Clarinha:
    Obrigada pelo comentário e pela visita. Que bom que o texto serviu para refletir sobre o assunto.
    Beijos.
    Atémais!
    Anny.

    ResponderExcluir
  10. Djabal:
    Seus comentários me fazem sentir muito melhor comigo mesma. Talvez por ser um pouco mais exigente comigo mesma do que parece. Talvez me falte um pouco de paciência e auto compreensão. Então vc coloca a medida certa e me sinto bem melhor. Bem do meu exato tamanho.
    Obrigada!
    Beijos,
    Anny.

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito de este texto. Gostei mesmo. Me sentí super identificada.
    Obrigada por me façer pensar, e mi façer rir com nossa felicidade.
    :))))))))))))))))))))))))))))))))))
    Bjinho
    aiXa

    ResponderExcluir

Seu comentário é uma forma de conversa online.
Deixe sua opnião ou questione.
Não seja anônimo!
Obrigada.
Bem vindo!

YouTube

Loading...